Conecte com a gente

BLINK NEWS

01 OUT #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

Hora de ficar muito bem informado com as 6 principais notícias que marcaram a terça-feira.

Foto: Gustavo Basso / Getty Images / Reprodução Exame / Abril

1 – CCJ da Câmara aprova texto de Moro que tira crime comum da Justiça eleitoral

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (1º) parecer da deputada Bia Kicis (PSL-DF) favorável à proposta que prevê que crimes comuns conexos aos crimes eleitorais possam ser processados pela Justiça comum, e não mais pela Justiça Eleitoral. Com foco no combate à corrupção, o projeto de lei complementar é um dos três itens do pacote anticrime enviado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ao Congresso Nacional. A CCJ se manifestou a favor da tramitação (admissibilidade) e do mérito do projeto. O texto ainda precisa passar pelo plenário da Câmara antes de seguir para o Senado.

2 – Com mais 6 notificações, MS soma 64 casos suspeitos de sarampo em 2019

Mais seis notificações foram somadas aos dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde) sobre a incidência de sarampo em Mato Grosso do Sul, que nesta segunda-feira (30) totalizou 64 comunicações sobre a incidência da doença. Todos os novos informes seguem em investigação. O total de casos descartados (30) e confirmados (2) é o mesmo do boletim anterior, divulgado em 25 de setembro. O maior número de notificações continua concentrado em Campo Grande, onde são 27 casos informados –13 ja foram descartados e o mesmo número segue sob investigação, sendo que a cidade tem um dos dois casos já confirmados (de uma criança de 10 meses que acompanhou a família em viagem a São Paulo no início de agosto e apresentou sintomas cerca de duas semanas depois). Aquidauana (5 notificações, 4 sob apuração e um caso descartado), Água Clara (4, com 3 descartados e um em apuração) e Três Lagoas (três notificações, uma descartada, uma em apuração e um caso confirmado, de um médico de 52 anos que esteve na região da Grande São Paulo) são as outras cidades com maior número de casos.

3 – Focos de queimadas caem em setembro na Amazônia e sobem no Cerrado, Pantanal, Pampa e Mata Atlântica

Os focos de queimadas na Amazônia caíram no mês de setembro, mas apresentaram alta em outros biomas do país: Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal. Na Caatinga, o registro é quase o mesmo em relação ao ano passado. No acumulado do ano, todos os biomas, exceto a Caatinga, registram alta no número de focos de queimadas. Os dados são do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Apesar da queda no índice de queimadas, os alertas de desmatamento na floresta amazônica aumentaram neste setembro em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram 1.173,11 km² sob alerta de 1 a 19 de setembro, número 58,65% maior do que o registrado em todo o mês de setembro do ano passado, quando foram emitidos alertas para 739,4 km², ou ainda 101,5% acima da média registrada em todos os meses de setembro de 2015 a 2018, segundo o Inpe.

4 – Hospitais devem notificar Anvisa sobre casos relacionados ao uso de cigarro eletrônico

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou a 252 instituições de saúde do Brasil que enviem alertas sobre relatos de problemas relacionados ao uso de cigarros eletrônicos. Para a agência, esta ação deve reduzir os riscos de que aconteça no país o mesmo que nos Estados Unidos, onde pelo menos onze pessoas morreram por causa de doenças pulmonares severas relacionados a esse hábito. Os profissionais da saúde dos hospitais que integram a Rede Sentinela vão colher o relato de pacientes que apresentarem sintomas que possam estar ligados ao uso do dispositivo. Essas informações vão fazer parte de um diagnóstico nacional. No Brasil, o uso do cigarro eletrônico não é proibido, mas a comercialização e a propaganda são. Por aqui, seu uso já é observado em várias cidades brasileiras. Em um parecer de 2017, a Anvisa informou que o cigarro eletrônico transmite uma falsa sensação de segurança ao fumante.

5 – Japão afirma que projétil disparado pela Coreia do Norte caiu em águas japonesas

O governo do Japão afirmou nesta quarta-feira (2, horário local) que um dos dois projéteis de curto alcance disparados pela Coreia do Norte caiu em águas japonesas. O regime de Kim Jong-un fez o sétimo lançamento desde a retomada dos testes, no fim de julho. A Guarda Costeira do Japão notificou embarcações para que tomem cuidado após os lançamentos dos projéteis norte-coreanos e que não se aproximem de qualquer destroço encontrado no mar. Entretanto, não há registro de danos a barcos ou aeronaves até o momento. O comando das forças armadas da Coreia do Sul (JCS, na sigla em inglês) alertou no início desta manhã (noite no Brasil) sobre os novos lançamentos da vizinha do norte. Mais uma vez, os projéteis foram disparados na direção do Mar do Leste – que também é conhecido como Mar do Japão.

6 – Satélite rastreia origem de petróleo que atingiu 114 praias do Nordeste; multa prevista é de até R$ 50 milhões

Um satélite começou a ser utilizado para analisar a origem das manchas de petróleo que atingem praias de oito dos nove estados da região Nordeste, desde setembro. Segundo o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Bertotti, os responsáveis pelo problema podem pagar uma multa que vai de R$ 5 milhões a R$ 50 milhões pelo crime ambiental, que é considerado gravíssimo. Nesta terça-feira (1º), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) informou que aumentou para 114 o número de localidades afetadas. Uma reunião foi realizada no Recife, durante a tarde, e contou com representantes de seis dos nove estados nordestinos, para discutir estratégias para diminuir os impactos. A Bahia foi o único estado da região que não foi afetado. Na reunião, os estados decidiram protocolar, em conjunto, uma denúncia sobre o caso, a ser enviada à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal.

Escrito por

Sou um nativo apaixonado da comunicação, que encontrou no microfone e nas ondas do rádio a forma mais divertida e expressiva de viver a vida. Vivo nas redes, nos feeds e nos stories do mundo. Jornalista, locutor, futuro publicitário e um amontoado de paixões comunicativas. Apresentador do #AoVivaço e do Horário de Pico. Meu Insta: @rodrigosdiniz.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ: