Conecte com a gente

BLINK NEWS

08 AGO #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

1 – Relator da Previdência elogia texto da Câmara e diz que Senado deve fazer mudanças por PEC paralela

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), escolhido relator da reforma da Previdência, elogiou nesta quinta-feira (8) o texto aprovado pela Câmara e afirmou que eventuais mudanças devem ser feitas por uma proposta de emenda à Constituição (PEC) paralela. Aprovada pelos deputados em segundo turno nesta quarta (7), a proposta já foi entregue pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Agora, caberá a Jereissati apresentar um parecer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) sobre a reforma.

2 – MP pede arquivamento de investigação que apura denúncia de estupro no caso Neymar

As promotoras Estefânia Paulin e Flávia Merlini do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica (Gevid), do Ministério Público Estadual, pediram à Justiça o arquivamento da investigação que apura a denúncia de estupro e agressão contra o jogador Neymar. A manifestação foi entregue por volta das 16h à Vara de Violência Doméstica de Santo Amaro. Caberá à Justiça decidir se homologa ou não o pedido do Ministério Público. Se a juíza considerar o parecer improcedente, pode acionar o procurador-geral de Justiça para que outro promotor analise o caso.

3 – Moro diz a Fux que não destruiria mensagens obtidas por hackers e que houve ‘mal-entendido’

O ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou em documento enviado ao ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que não orientou ou determinou a destruição do material obtido pela Operação Spoofing, que apura invasões a celulares de autoridades. Quatro pessoas foram presas pela Polícia Federal na operação no final de julho. Uma delas, Walter Delgatti Neto, admitiu ter hackeado os celulares de autoridades, entre elas o ministro Moro. Na ocasião, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) João Otávio de Noronha disse que Moro lhe telefonou para afirmar que as mensagens seriam descartadas “para não devassar a intimidade de ninguém”. Depois, em nota oficial, a PF assegurou que preservará o conteúdo de quaisquer mensagens obtidas nas investigações.

4 – Fiocruz é autorizada a divulgar estudo sobre uso de drogas que foi censurado pelo governo federal

A Advocacia Geral da União (AGU), o Ministério da Justiça e Segurança Pública e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entraram em acordo para liberar a divulgação de um estudo sobre uso de drogas por brasileiros que custou R$ 7 milhões e tinha sido censurado pelo governo federal. A pesquisa, que agora está disponível na internet, aponta que não existe uma epidemia do uso de drogas no Brasil. O Governo Federal discorda deste resultado. A divulgação do estudo desenvolvido pela Fiocruz havia sido proibida pelo governo federal em maio. Segundo o Ministério da Justiça, a metodologia utilizada na pesquisa não cumpriu todas as exigências do edital.

5 – Justiça manda bloquear R$ 1,6 bilhão em bens de Eike Batista e filhos na Operação Segredo de Midas

Na decisão em que mandou Eike Batista novamente para a cadeia, o juiz Marcelo Bretas determinou a indisponibilidade de bens do empresário e dos filhos Thor e Olin no valor de R$ 1,6 bilhão. Eike foi preso pela Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (8) em casa, no Rio de Janeiro. Ele chegou às 10h25 à Superintendência da PF no RJ, na Praça Mauá. O R$ 1,6 bilhão bloqueado por Bretas será dividido ao meio para cobrir, segundo o Ministério Público Federal (MPF), danos morais e materiais.

6 – Hackers invadem perfis de redes sociais para realizar golpes

Golpistas hackearam perfis do Facebook e do Instagram para publicar posts patrocinados falsos, utilizando indevidamente a imagem de marcas de varejistas como a Americanas e o Magazine Luiza. As publicações anunciam produtos com valores muito abaixo do mercado, atraindo as vítimas para páginas falsas que pedem as senhas dos consumidores e exigem pagamentos em boletos, mas sem entregar o produto ofertado. Os casos começaram a ser relatados no último dia 14 de julho por consumidores. Eles captaram imagens de mais de 40 anúncios falsos em ambas as redes sociais, todos visualizados pelo celular. Um deles chegou a visualizar mais mais de 200 posts de anúncios suspeitos em um só dia. Ao clicar no anúncio, a falsa página pede dados do internauta. O Facebook e o Instagram, que pertencem à mesma empresa, não explicaram como esses anúncios chegam aos seus canais pagos.

Escrito por

Sou um nativo apaixonado da comunicação, que encontrou no microfone e nas ondas do rádio a forma mais divertida e expressiva de viver a vida. Vivo nas redes, nos feeds e nos stories do mundo. Jornalista, locutor, futuro publicitário e um amontoado de paixões comunicativas. Apresentador do #AoVivaço e do Horário de Pico. Meu Insta: @rodrigosdiniz.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

WhatsApp chat