Conecte com a gente

BLINK NEWS

18 FEV: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

José Cruz | Agência Brasil

1 – Caso Bebianno

Ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, disse, neste domingo (17), que o momento é de “esfriar a cabeça”. Declaração veio depois que o ministro foi questionado sobre possibilidade de ser exonerado do cargo. O questionamento tem relação com discussão entre Gustavo Bebianno, Jair Bolsonaro e o filho do presidente, Carlos Bolsonaro. Bebianno é considerado alvo da polêmia envolvendo deputados “laranjas” contratados pelo PSL durante a campanha eleitoral do atual presidente. Exoneração de Bebianno não consta no Diário Oficial da União (DOU) publicado nesta segunda-feira (18).

2 – Morre Dino Rocha

Morreu, na noite deste domingo (17), o acordeonista Dino Rocha. Ele era um dos nomes mais marcantes do chamamé em todo o Mato Grosso do Sul. Dino, cujo nome verdadeiro é Aldo, estava internado no Hospital Regional de Campo Grande (MS) há 25 dias e tratava complicações decorrentes de diabetes. Ele será velado nesta segunda-feira (18), a partir das 12h, no cemitério Memorial Park (Rua Francisco dos Anjos, nº 442, Universitário).

3 – Novos rumos para o Brasil

Jair Bolsonaro retorna à ativa e diz estar determinado a mudar rumos do Brasil. Neste domingo (17), o presidente voltou a usar o twitter para listar ações definidas no início de seu governo. Através da rede social, ele também acrescentou que seus objetivos são: resgatar a segurança, fazer a economia crescer novamente e servir a quem, segundo ele, realmente manda no país: “a população brasileira”.

4 – Morte em supermercado

O domingo (17) foi marcado com manifestações contra violência e racismo relacionadas ao assassinato do jovem Pedro Henrique, de 25 anos. Pedro foi morto, na semana passada, pelo segurança Davi Ricardo Moreira, em uma unidade da rede Extra de supermercados, localizada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Cartazes com frases como “vidas negras importam” e “minha cor não é um crime” foram colados na grade de proteção do supermercado. Os protestos se estenderam para outros estados do país.

5 – Mais medo das barragens

Novamente, em Minas Gerais, famílias são realocadas por receio de rompimento de barragem. Durante o final de semana, cerca de 200 pessoas precisaram deixar a cidade de São Sebastião das Águas Claras por medo de nova tragédia. Auditores atestaram instabilidade de uma das barragens da região: a de Mar Azul. Esta barragem, assim como as que se romperam em Brumadinho, também em Minas, é construída pelo método “a montante”, mais barato e menos seguro.

6 – E as barragens do MS?

A Agência Nacional de Mineração planeja encerrar atividades de todas as barragens “a montante” do Brasil até agosto de 2021. Em todo o país, são 84 barragens e, só no Mato Grosso do Sul, dezesseis. Todas em Corumbá. O Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) já ativou força-tarefa para inspecionar mineradoras do estado e evitar novos acidentes.

Escrito por

Jornalista e especialista em marketing digital, agora mergulho no universo radiofônico. Produtora do #CaféComBlink. No ar de 2ª a 6ª, a partir das 7h, na Blink 102. Amo colecionar histórias... Me conta a sua?!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

16 MAI: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

02 ABR: #6_PrincipaisNotícias

BLINK NEWS

22 MAR: #6_PrincipaisNotícias

BLINK NEWS

É Fake News!

CAFÉ COM BLINK

Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102

Comentários

“TagSômetro”

Blink102

Posts recentes

Blink102
Publicidade Blink102 Blink102 300x250
Blink102 300x250
WhatsApp chat