Conecte com a gente

BLINK NEWS

19 SET #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

Hora de ficar muito bem informado com as 6 principais notícias que marcaram a quinta-feira.

Foto: Agência Brasil

1 – Senado questionará no Supremo ação da PF no gabinete de líder do governo, diz Alcolumbre

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou nesta quinta-feira (19) que a Casa questionará no Supremo Tribunal Federal (STF) a operação da Polícia Federal no gabinete do líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Mais cedo, nesta quinta, a PF cumpriu mandados de busca e apreensão no gabinete de Fernando Bezerra e no gabinete do filho dele, o deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE), na Câmara. Segundo Davi Alcolumbre, a decisão do STF de 2018 que restringiu o foro privilegiado de deputados e de senadores a crimes cometidos no exercício do mandato é o que justifica o questionamento a ser apresentado ao Supremo.

2 – Caso dos R$ 51 milhões: STF julgará Geddel e Lúcio Vieira Lima na próxima terça-feira

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará na próxima terça-feira (24) os irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) no caso dos R$ 51 milhões apreendidos em um apartamento em Salvador (BA) em 2017. Durante o julgamento, os ministros deverão decidir se condenam ou absolvem Geddel e Lúcio. Compõem a Segunda Turma: Cármen Lúcia, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin. Geddel e Lúcio se tornaram réus em maio de 2018 pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

3 – PF prende dois suspeitos em nova fase de operação sobre invasão de celulares de autoridades

A Polícia Federal prendeu temporariamente nesta quinta-feira (19), em uma nova fase da operação que investiga a invasão de celulares de autoridades, Thiago Eliezer Martins dos Santos e Luiz Molição, suspeitos de participação no esquema. Segundo as investigações, os dois são integrantes do grupo que interceptou os celulares de procuradores da Lava Jato e autoridades como o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Thiago Eliezer Martins dos Santos foi preso em Brasília e Luiz Molição, em Sertãozinho, interior de São Paulo. Os mandados de prisão são válidos por cinco dias e os dois deverão ser interrogados nesta sexta-feira (20) em Brasília.

4 – Caso Neymar: Em nova denúncia, Ministério Público de SP acusa Najila e ex-marido por fraude processual

O Ministério Público do Estado de São Paulo denunciou nesta quinta-feira (19) a modelo Najila Trindade Mendes de Souza e o ex-marido dela, Estivens Alves, pelo crime de fraude processual no caso em que a modelo acusou o jogador Neymar de estupro durante encontro em Paris, na França, no dia 15 de maio. Na terça (17), o MP já tinha oferecido denúncia contra Najila pelos crimes de denunciação caluniosa e extorsão. No dia 10 a Polícia Civil indiciou Najila por fraude processual, denunciação caluniosa e extorsão. Enquanto que seu ex-marido, Estivens Alves, foi denunciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

5 – Ensino superior a distância ofertou mais vagas que o presencial em 2018, aponta Censo da Educação Superior

O número de vagas ofertadas pelo ensino superior a distância (EAD) superou em 2018, pela primeira vez, o número de oportunidades em cursos presenciais. No ano passado, foram 7.170.567 vagas remotas contra 6.358.534 vagas locais, respectivamente. O dado é do Censo do Ensino Superior, divulgado nesta quarta-feira (19) pelo Ministério da Educação e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O resultado das vagas em EAD é reflexo direto do aumento dos cursos de graduação a distância, constatado em edições anteriores. Em 2018, por exemplo, o Censo do Ensino Superior mostrou uma alta de 17,6% no número de alunos nesta modalidar.

6 – Verba para vacinas será R$ 400 milhões menor em 2020; Saúde nega impacto e aponta renegociação de preços

O orçamento para a compra e distribuição de vacinas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) sofrerá em 2020 uma redução de 7% em relação a este ano, conforme previsto no Projeto de Lei Orçamentária Anual 2020 (PLOA 2020). O Ministério da Saúde esclareceu nesta quinta-feira (19) que a variação de quase R$ 400 milhões não afetará as ações do Calendário Nacional de Vacinação. A proposta orçamentária ainda deve ser analisada pelo Congresso Nacional. O Projeto de Lei Orçamentária destina para a Saúde R$ 134,8 bilhões. Em 2019, o montante foi de R$ 122,2 bilhões. Dentro desse valor, serão R$ 4,9 bilhões para aquisição e distribuição de imunobiológicos e insumos. Em 2019, o orçamento foi de R$ 5,3 bilhões.

Escrito por

Sou um nativo apaixonado da comunicação, que encontrou no microfone e nas ondas do rádio a forma mais divertida e expressiva de viver a vida. Vivo nas redes, nos feeds e nos stories do mundo. Jornalista, locutor, futuro publicitário e um amontoado de paixões comunicativas. Apresentador do #AoVivaço e do Horário de Pico. Meu Insta: @rodrigosdiniz.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ: