fbpx

22 de setembro: Um dia dedicado aos apaixonados

Você sabia que dia 22 de setembro é comemorado o Dia dos Amantes? Dos Apaixonados? Então borá comemorar esse dia. Resgatar a paixão existente.

Sentimentos e emoções intensas fazem parte da rotina de um casal, apaixonado, mesmo após anos de relacionamento.

A sensação do amor é conhecida por todos. Os olhares se encontram e, de repente, o mundo parece parar, não existe nada, que possa desviar sua atenção de um momento mágico como esse.  A ansiedade cresce e parece tomar conta de você, as sensações de ondas de calor e de calafrios se intercalam e o suor começa a se espalhar pelas mãos.Todas essas sensações fazem parte de um conjunto de reações químicas que explicam biológica e fisiologicamente o que é o amor.

Que tal aproveitar esse dia, para resgatar todas essas sensações.

Faça algo para lembrá-los que vocês continuam apaixonados.

Tire esse dia para namorar, tomem um banho gostoso; faça uma massagem um no outro, faça algo que desperte a paixão entre vocês, mesmo após anos de relacionamento. Afinal, a paixão sempre foi e continua sendo a melhor parte de uma relação.

Aproveite cada minuto juntos da melhor maneira possível.

O bom amante é aquele que completa o outro não só em quatro paredes, mas na vida.

Respeita o espaço do outro e incentiva seu dia a dia, não impõe seu ponto de vista, e faz cada momento ser único.

Feliz Dia dos Amantes.

E aí? O que acha do assunto? Comente!

As prateleirinhas

Ideia boa quando brota na cabeça, desce pelo braço, como quem vai para as pernas, desembarca na mão, vira rabisco e nasce em forma de

Leia mais »
As paredes têm ouvidos

As paredes têm ouvidos

São vinte anos olhando para você desse mesmo lugar. Um privilégio porque daqui pude assistir seu repouso tranquilo e imaginar seu sonho que vez ou

Leia mais »
Quem sabe hoje...

Quem sabe hoje…

Ouvir dizer que a palavra Beleza vem do hebraico e quer dizer “Onde Deus Brilha”. Achei poético para começar a contar sobre o dia que

Leia mais »
PRIMEIRO OUÇA, DEPOIS LEIA

PRIMEIRO LEIA, DEPOIS OUÇA…

Leia, depois ouça…Do-Ré-Mi-Fa-Fa-Fa Declarei minha independência ou morte por volta dos dezessete anos. Na força dessa idade, fui morar no fundo do terreno da casa

Leia mais »