Conecte com a gente

BLINK NEWS

24 MAI: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

1 – Anac anuncia suspensão das operações da Avianca Brasil

A Agência Nacional de Aviação Civil suspendeu cautelarmente todas as operações da Avianca Brasil. De acordo com a agência, todos os voos da empresa ficam suspensos até que ela comprove capacidade para manter as atividades em segurança. Para quem tem voo marcado para os próximos dias, a Anac recomenda que entre em contato com a Avianca e não se desloque para o aeroporto até que novas informações sejam divulgadas. A Avianca segue obrigada a cumprir integralmente a legislação que prevê oferta de opções como reembolso e reacomodação em outras companhias. A empresa operava atualmente 37 voos, em média, por dia.

2 – Brasil cria 129 mil vagas de emprego formal em abril

A economia brasileira gerou 129.601 empregos com carteira assinada em abril, de acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Economia. O saldo é a diferença entre as contratações e a demissões. Em abril, o país registrou 1.374.000 contratações e 1.245.000 demissões. Esse é o melhor resultado para meses de abril desde 2013, ou seja, em seis anos.

3 – Ex-ministro da Fazenda de Dilma vira réu acusado de fraude em repasses do BNDES à JBS

O juiz Marcus Vinicius Bastos, da 12ª Vara Federal em Brasília tornou réus, entre outros, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Luciano Coutinho. Os dois são acusados de terem autorizado empréstimos irregulares que superam R$ 8 bilhões do BNDES para o frigorífico JBS dos empresários Joesley e Wesley Batista. Ao mesmo tempo o juiz rejeitou a denúncia em relação a sete outros acusados, entre eles o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci e o empresário Joesley Batista. Mantega vai responder por formação de quadrilha, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira e práticas contra o sistema financeiro nacional (prevaricação financeira).

4 – Um ovo custa milhares de vezes mais que gasolina na Venezuela

Um ovo custa a mesma coisa que 93 milhões de litros de gasolina e com um dólar é possível comprar o conteúdo líquido de 14.600 caminhões-tanque do combustível: Um ovo no supermercado custa 933 bolívares, mas no posto, um litro de gasolina custa 0,00001 bolívares. Na Venezuela, que já foi considerada uma potência petroleira, a hiperinflação e o congelamento dos preços fazem o combustível sair praticamente de graça. O paradoxo é que, com a gasolina mais barata do mundo, os venezuelanos enfrentam ciclos de escassez, o último deles iniciado na semana passada, com filas que chegavam a vários dias de espera para encher o tanque em diversas regiões.

5 – Paulo Guedes ameaça deixar governo se reforma na Previdência não vingar

Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (24), após participar da reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, no Recife, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a entrevista do ministro da Economia, Paulo Guedes, à revista semanal Veja, na qual ele disse que deixará o governo caso a reforma da Previdência não seja aprovada. O presidente disse que que Paulo Guedes está no direito dele, que “Ninguém é obrigado a ficar como ministro meu”, afirmou. O ministro da Economia, voltou a dizer que sem a reforma previdenciária “será o caos na economia”.

6 – Tribunal manda bloquear mais de R$ 3 bilhões de partidos, empresas e políticos

O TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) determinou o bloqueio de aproximadamente R$ 3,5 bilhões em bens e valores do MDB, do PSB, políticos, empresas e até de herdeiros de políticos. Entre os alvos estão o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo no Senado; o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE); e o ex-senador Valdir Raupp (MDB-RO). As empresas Vital Engenharia Ambiental e Queiroz Galvão também terão recursos bloqueados. Os bloqueios fazem parte de uma ação civil de improbidade administrativa movida pela força-tarefa da Lava Jato no Paraná. Na ação que tramita na Justiça Federal foram descritos dois esquemas que desviaram dinheiro da Petrobras através de contratos fraudulentos fechados em 2009.

Escrito por

Sou um nativo apaixonado da comunicação, que encontrou no microfone e nas ondas do rádio a forma mais divertida e expressiva de viver a vida. Vivo nas redes, nos feeds e nos stories do mundo. Jornalista, locutor, futuro publicitário e um amontoado de paixões comunicativas. Apresentador do #AoVivaço e do Horário de Pico. Meu Insta: @rodrigosdiniz.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ: