No momento de fazer um videoclipe, os artistas muitas vezes apostam na inovação e na modernidade. E um conceito que se perdeu ao longo do tempo é o da necessidade de todo um equipamento complicado para fazer a gravação. Pois acredite se quiser: vários clipes que conhecemos foram gravados apenas com a utilização de um iPhone.
O mais recente deles foi o de Stupid Love, novo hit de Lady Gaga que ainda está quentinho, recém-saído do forno.

1. Lady Gaga – Stupid Love

Começando por ela, é claro. E não é que a Lady Gaga “voltou”? Sem uma presença forte na indústria musical com single e clipe desde 2017 (se a gente fechar os olhos para a trilha sonora de Nasce Uma Estrela, no caso), o lançamento de Stupid Love foi o verdadeiro regresso de Gaga. A cantora fez questão de destacar que tudo foi gravado com um iPhone 11 Pro, usando a hashtag #ShotOniPhone no Twitter.

Sob a premissa de ampliar a capacidade das câmeras e ajudar na estabilização da imagem, a gravação foi feita com ajuda de acessórios profissionais e contou com um aplicativo profissional de edição. Pouco após a publicação da música em plataformas de áudio e vídeo, Gaga divulgou fotos e prévias do clipe. Vale perceber que o assunto iPhone chegou a ficar entre os tópicos mais populares do Twitter no Brasil — e, com base no clipe de Stupid Love, a Apple lançou um pequeno comercial para seu canal na intenção de mostrar a qualidade do conjunto fotográfico do iPhone 11 Pro.

2. Selena Gomez – Lose You To Love Me

Outra cantora que resolveu se aventurar e gravar um clipe usando apenas um iPhone foi Selena Gomez. Em outubro de 2019, a cantora lançou Lose You To Love Me, com direito a um videoclipe que, assim como o de Lady Gaga, foi inteiramente gravado por um iPhone 11 Pro. No caso de Selena, sua canção teve divulgação não só no canal oficial da artista como também pela própria Apple, que publicou em seu canal do YouTube cerca de um minuto da mídia, além de promover a faixa no iTunes e Apple Music.

O videoclipe é todo em preto e branco e conta com efeitos de transição que aproximam e distanciam a cantora, e possivelmente foi usado um efeito parecido com o “Luz de Palco Mono do Modo Retrato”, disponível no aparelho. A produção marca o retorno de Gomez à música depois de um hiato de quatro anos, quando a cantora lançou seu último álbum, Revival. Lose You To Love Me pertence a Rare, o seu terceiro disco solo. A coleção de inéditas contém 13 faixas.

Este videoclipe foi todo filmado com um iPhone X. Clipe de nova música de Selena Gomez foi 100% gravado por um iPhone 11 Pro.

3. Iza – O Carnaval é seu

E se você acha que apenas divas internacionais apostaram nessa modernidade, está enganado. Em janeiro de 2018, Iza também já tinha entrado nessa onda. Só que, diferente dos outros clipes que integram esta lista, que foram feitos com um iPhone 11 Pro, o clipe de O carnaval É Seu foi inteiramente gravado com um iPhone X.

O vídeo foi feito em parceria com Moraes Moreira (ex-integrante do grupo Novos Baianos e que hoje segue carreira solo), exclusivamente para a Apple, que o publicou em seu canal brasileiro do YouTube. “Descubra as selfies com Iluminação de Retrato”, escreveu a empresa da Maçã na descrição do videclipe da cantora brasileira.

4. Marcelo D2 – Resistência Cultural

Em março de 2017, Marcelo D2 já estava submerso nessa tendência. O rapper brasileiro trouxe à tona o videoclipe de Resistência Cultural, e ele mesmo revelou na descrição do vídeo que usou o aparelho da Apple para fazer a gravação. “Primeiro single do meu décimo disco de estúdio… clipe todo filmado no iPhone”, escreveu na época.

Dirigido por D2 e pelo fotógrafo Wilmore Oliveira, Resistência Cultural reúne parcerias do rapper com o conterrâneo Hélio Bentes, da banda de reggae Ponto de Equilíbrio, e o cantor pernambucano Siba. O videoclipe foi responsável por mostrar os primeiros timbres de {Mulato}, projeto do rapper carioca que não tinha lançado nenhum disco solo de inéditas desde Nada Pode Me Parar, de 2013.

5. Lana Del Rey – Ultraviolence

E outra diva do pop que resolveu gravar um clipe usando apenas um iPhone foi Lana Del Rey. No videoclipe de Ultraviolence, de 2014. a cantora coloca um véu e, vestida de noiva, caminha até uma capela para se casar. Ao longo das imagens, coloridas como se tivessem passado por um filtro do Instagram, ela interage com a câmera. Ultraviolence é o carro-chefe do álbum homônimo, produzido por Dan Auerbach, líder do Black Keys, que levou a estrela pop ao topo das paradas norte-americanas pela segunda vez consecutiva desde Born to Die.

E vale a curiosidade: o primeiro videoclipe da carreira de Lana Del Rey, Video Games, foi registrado pela própria cantora com uma webcam e editado por ela mesma, intercalando sua imagem com trechos de desenhos animados, esportistas e outras celebridades. Pouco tempo depois, uma estratégia parecida foi usada na montagem de Blue Jeans, então muitos alegaram, na época do lançamento de Ultraviolence, que a estratégia era revisitar o início.

*com infos de canal tech