Conecte com a gente

VIVA+

A profissão do abraço

Receber um abraço é tão bom. Um abraço pode causar sentimentos diversos na gente, por exemplo: um simples abraço pode fazer nossa felicidade triplicar. Tipo, quando você passa em uma universidade ou concurso que você sempre quis, é um abraço super aconchegante né? Mas quando a gente vai confortar alguém que perdeu uma pessoa, ou que está triste, é impossível a gente não sentir um pouquinho da angústia do outro.

Sem contar que o abraço traz vários benefícios pra saúde. Além de alongar a musculatura das costas, o abraço desencadeia uma série de reações hormonais que causam sensação de bem estar e ajudam a regular o funcionamento da corrente sanguínea, tanto em quem abraça, como em que é abraçado.

Com tantos benefícios que o abraço causa, a gente já poderia parar a conversa por aqui. Mas ouvi falar que tem gente ganhando muito dinheiro abraçando os outros. É o caso da Janet Trevino, de 39 anos. Ela é americana, mora no Texas e ganha a vida abraçando os outros! E olha que ela não se considerava uma mulher carinhosa.

Ela inventou isso tudo pra completar renda, porque, os Estados Unidos têm um dos maiores índices de homens carentes e depressivos do mundo. Aí ela resolveu começar a cobrar por hora para homens carentes.

Profissão estranha, mas ela conta que ganha muito dinheiro assim.
Ela teve a ideia, depois de participar de um workshop sobre sexualidade, e percebeu que existem muitos homens, principalmente veteranos de guerra, que possuem uma carência muito forte.

Ela tem um estúdio na casa dela e cobra cerca de R$ 250,00 por hora de abraço. Mas não é só abraço que ela oferece não, ela também dorme de conchinha e dá carinhos.

Para aqueles que acham que ela tem algum tipo de relação sexual com os clientes, está muito enganado. Ela, que é casada, oferece uma apostila descrevendo os serviços que presta, e deixa claro que não há contato sexual com nenhum deles.

Interessante o fato de que uma pessoa que sempre se considerou insensível, estar trabalhando oferecendo carinhos aos outros.

E a gente segue na nossa conversa falando sobre a profissão de abraçadora, que é o que a Janet Trevino faz. Já pensou ganhar uma grana fazendo algo que faz tão bem pra você e pro outro?

Escrito por

Comunicador formado em 2010, se encontrou no rádio como uma fonte de energia 100% renovável. O hobbie é modelismo (miniaturas de veículos, edifícios, etc.), design gráfico e, claro, Netflix.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Fila andou bebê!

ENTRETENIMENTO

PODCAST: Economia do MS perde “fôlego”

CAFÉ COM BLINK

14 Out #6_PrincipaisNotícias

BLINK NEWS

Veja e se surpreenda como ele cresceu!

ENTRETENIMENTO