Conecte com a gente

VIVA VOZ

Adoção: o amor incondicional por alguém não gerado por ti.

Hoje é dia da adoção e o Viva Voz resolveu discorrer a respeito do tema, afinal, sejamos sinceros, quando se gera, se vê o filho nascendo de sua própria barriga e se amamenta, o amor parece já embutido no pacote, natural e fluido, mas e quando é necessário aprender a amar incondicionalmente alguém completamente desconhecido, apenas por opção?

Hoje existem muitos casos de pessoas que, mesmo podendo gerar, decidem adotar e sem exigências, como acontece com o casal Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, que recentemente adotaram Cecilia, uma garota de 6 anos do Malawi.

Todos sabemos que um dos grandes entraves e complicações para a adoção no Brasil é que a maioria dos candidatos a pais sempre têm muitas exigências quanto à criança a ser adotada. O número de possíveis pais que só aceitam crianças brancas, por exemplo, é quase quatro vezes maior do que as disponíveis com essa característica. Outros pontos que dificultam a adoção são o sexo (a preferência é por meninas), a idade (máximo 7 anos), o número de crianças por casa (por lei, é proibido separar irmãos) e, ainda, restrições a deficiências e problemas de saúde.

Para a psicopedagoga Sheila Leal, a adoção é um marco nas questões relacionadas a comportamento e emoção. “Sempre relato que a aprendizagem requer um equilíbrio emocional”.

A profissional explica ainda que a criança precisa de uma estrutura familiar e que essa relação familiar se cria no momento da adoção, fazendo com que a criança tenha algumas figuras importantes dentro da vida dela. “Em geral, a criança precisa ter duas figuras importantes: a figura de comando e a figura de apoio, seja ela um avô, um primo ou um pai”, conclui.

Você adotaria? Se sim, com ou sem exigências?

fonte: delas.ig.com.br

Escrito por

Buscando a felicidade sempre. Apaixonado pela comunicação e pela música. Sonhar, acreditar e jamais desistir, tudo isso sem perder a fé. Locutor, cantor e acadêmico de jornalismo. Apresentador do Viva-Voz. Me siga no insta: @padubotelho.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

WhatsApp chat