Conecte com a gente

VIVA VOZ

Alimentos afrodisíacos: você acha que funcionam?

Este é o tipo de papo mais velho que a invenção da roda, mas, ainda assim, habita no imaginário das pessoas: alimentos afrodisíacos e sua eficácia no aumento da libido e do desejo sexual. Mas até que ponto eles podem influenciar neste sentido? Se é que realmente funcionam, principalmente no quesito performance sexual.

Fernanda Silva, especializada em medicina integrativa, explica que os alimentos afrodisíacos são aqueles que, ao serem consumidos, levam ao aumento da dopamina, “o neurotransmissor predominantemente responsável pelo desejo sexual”. Altos níveis de dopamina também tornam o sexo mais prazeroso e os orgasmos mais intensos, pois o corpo se sente ainda melhor durante o ato.

No entanto, existem outras formas de os alimentos contribuírem para a saúde sexual , como um todo, por exemplo estimulando a circulação sanguínea e até a lubrificação vaginal.

Abacate

“Além de abundante em vitamina E, o abacate é rico em gorduras, aumentando o colesterol bom e, assim, a produção dos hormônios sexuais. Ele também estimula respostas sexuais, como o aumento do clitóris e a lubrificação vaginal durante a excitação”, diz Fernanda.

Pimentas

Termogênicas, as pimentas mais picantes contam com capsaicina, um composto que aumenta a circulação do sangue nas extremidades do corpo, “o que estimula as terminações nervosas e faz com que a pessoa se sinta mais ativa e disposta durante o sexo”, e por isso são alimentos afrodisíacos.

Ostras

Fernanda afirma que os mariscos, por serem ricos em zinco, aumentam a produção de testosterona no corpo tanto do homem, quanto da mulher. O hormônio é o responsável pelo desejo e desempenho sexual.

Romãs

“As romãs possuem grande potencial antioxidante, protegendo e melhorando a perfusão [passagem do sangue] nos vasos sanguíneos”. Desta forma, melhoram a qualidade e duração da ereção, além da qualidade do orgasmo.

Abacaxi

O abacaxi não faz parte exatamente do grupo dos alimentos afrodisíacos. No entanto, seu consumo é extremamente para a saúde da vagina e ele tende a deixar os fluidos da área com um gosto mais açucarado, o que pode ser benéfico na hora de receber aquele oral do parceiro – que ficará ainda mais excitado com o sabor.

Oleaginosas

Nozes, castanhas e amêndoas são fontes dos minerais magnésio, cobre e selênio, que reduzem o estresse e estimulam a produção de dopamina.

Café

De acordo com a especialista, a cafeína serve como um estimulante sexual, pois também estímula o sistema nervoso central e aumenta a frequência cardíaca, melhorando o desempenho durante o sexo e aumentando o fluxo de sangue para os órgãos genitais. “Pesquisas atuais indicam que a cafeína também tem a capacidade de aumentar a produção de testosterona no corpo [hormônio responsável pela libido]”, afirma.

Existe algum alimento que você considere afrodisíaco?

fonte: delas.ig.com.br

 

Escrito por

Buscando a felicidade sempre. Apaixonado pela comunicação e pela música. Sonhar, acreditar e jamais desistir, tudo isso sem perder a fé. Locutor, cantor e acadêmico de jornalismo. Apresentador do Viva-Voz. Me siga no insta: @padubotelho.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

WhatsApp chat