Conecte com a gente

BLINK NEWS

Ampliação de barragem em Mariana estava acima do ideal, afirma PF

A Samarco foi acusada pela Polícia Federal de ampliar a barragem de fundão acima do ideal. O alteamento que foi feito na época do rompimento chearia a 15 metros em um ano. As informações estão em um relatório e divulgados e pelo Jornal Estado de S. Paulo. Segundo a reportagem do jornal, um estudo da Polícia [...]

A Samarco foi acusada pela Polícia Federal de ampliar a barragem de fundão acima do ideal. O alteamento que foi feito na época do rompimento chearia a 15 metros em um ano. As informações estão em um relatório e divulgados e pelo Jornal Estado de S. Paulo.

Segundo a reportagem do jornal, um estudo da Polícia Federal mostra que o alteamento em represas, como a de Fundão, deveria ser de cinco a 10 metros por ano.

O Ministério Público de Meio Ambiente, de Minas Gerais, declarou que o alteamento para aumentar a capacidade de Fundão estava dentro do que foi licenciado. Mas, os promotores dizem que a Samarco não respeitou as boas práticas internacionais e nem ao que estava previsto no projeto inicial.

“Alteamento estava dentro do que foi licenciado, no referente à altura, não no que se refere ao recuo que a Samarco procedeu na barragem […]. Nós ainda estamos fazendo as análises da quantidade, do quanto era alteado por ano para ver se havia irregularidade ou não”, disse o promotor Felipe Faria de Oliveira.

Em depoimento à Polícia Federal, o coordenador técnico de planejamento e monitoramento da Samarco citou que a última leitura manual nos equipamentos que mediam a estabilidade da barragem de Fundão tinha sido feita no dia 26 de outubro, dez dias antes do rompimento.

Os outros equipamentos, que enviavam dados automaticamente, estavam em manutenção nos dias três, quatro e cinco, dia do rompimento da barragem de fundão, disse o funcionário.

A PF afirma que a Samarco tinha conhecimento da real situação da barragem. Isso faz com que ela assuma o risco de se ocorrer um evento danoso de proporções enormes, que não pode ser confundido com mero acidente. O delegado Roger Lima preside o inquérito.

A Samarco, em mais de uma ocasião, foi alertada sobre problemas na barragem de fundão e não tomou os devidos cuidados e acertos sugeridos.

A Samarco declarou que respeitou todas as premissas do manual de operações elaborado pelo projetista da barragem e que com o acompanhamento de instrumentos, um alteamento anual de 10 a 15 metros não põe em risco a barragem.

A mineradora confirmou que os equipamentos de monitoramento ficaram em manutenção por poucos dias e que isso não ofereceria risco.

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

18 FEV: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

13 FEV: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

AS 6 PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA | 11 DE FEVEREIRO

DESTAQUES NEWS

Chuva chega a 105 milímetros durante a noite e barragem transborda

BLINK NEWS

Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102

Comentários

“TagSômetro”

Blink102

Posts recentes

Blink102
Publicidade Blink102 Blink102 300x250
Blink102 300x250
WhatsApp chat