Conecte com a gente

BLINK NEWS

Ataques em Paris: veja quem são os suspeitos da série de atentados

G1 O jornal francês "Le Monde" informa, neste domingo (15), que pelo menos sete terroristas morreram durante os atentados em Paris nesta sexta-feira (13). A série de ataques envolveu tiroteios e explosões, deixou mais de 130 mortos e é considerada a pior da história recente da França. De acordo com o "Le Monde", todos os [...]
G1

O jornal francês “Le Monde” informa, neste domingo (15), que pelo menos sete terroristas morreram durante os atentados em Paris nesta sexta-feira (13). A série de ataques envolveu tiroteios e explosões, deixou mais de 130 mortos e é considerada a pior da história recente da França.

De acordo com o “Le Monde”, todos os suspeitos identificados são de nacionalidade francesa e alguns deles moravam na Bélgica. Um grupo de três irmãos, os Abdeslam, é investigado.

Veja, abaixo, quem são os suspeitos de participar de cada um dos ataques, que ocorreram em seis pontos da capital francesa:

Ismaël Omar Mostefäi
Francês, de 29 anos, nasceu em Courcourones, município ao sul de Paris, em 21 de novembro de 1985, e tem origem argelina. Ele detonou seus cinco de explosivos depois de ter atirado em direção ao público durante um show na casa de espetáculos Bataclan. Tinha um histórico de crimes leves no subúrbio de Paris e acabou sucumbindo ao Islã radical. Foi formalmente identificado por “análise de digitais” colhidas em um dedo encontrado no Bataclan.

O “Le Monde” informa que Mostefäi chegou à casa de shows em um Polo preto junto com outros dois terroristas. A identidade deles não foi divulgada pelas autoridades da França.

Bilal Hadfi
Francês, nascido em 22 de janeiro de 1995, morava na Bélgica. Ele foi um dos homens-bomba que participaram da série de três explosões que ocorreram ao redor do Stade de France, durante o jogo amistoso entre França e Alemanha. Uma fonte do departamento de inteligência europeu afirmou ao jornal americano “The Washington Post” que Hadfi havia lutado com o Estado Islâmico na Síria.

De acordo com a imprensa francesa, outros dois homens-bomba que participaram do ataque ao Stade de France não tiveram sua identidade confirmada. Perto do corpo de um deles foi encontrado o passaporte de um homem sírio nascido em 10 de setembro de 1990, Ahmad Al-Mohammad, segundo o jornal “Le Monde”. Neste domingo, no entanto, a ministra da Justiça da França, Christiane Taubira, afirmou que o passaporte era falso.

Ibrahim Abdeslam
De nacionalidade francesa, nascido em 30 de julho de 1984 em Bruxelas, na Bélgica, Ibrahim Abdeslam, de 31 anos, morreu ao acionar o cinto com explosivos no bar Comptoir Voltaire, às 21h43 no horário de Paris.

O jornal “Le Monde” informa que Ibrahim havia alugado, na Bélgica, o automóvel Seat, usado em outros ataques pouco antes de ele morrer. Mas não se sabe ele se encontrava no veículo no momento daquelas ações.

Às 21h25, outros terroristas do Seat abriram fogo contra frequentadores no bar Le Carillon e no restaurante Le Petit Cambodge. Eles também foram vistos às 21h32 no Café Bonne Bière e às 21h36 no restaurante La Belle Equipe. O carro foi encontrado neste domingo (15) em Montreuil e havia armas de fogo em seu interior.

Salah Abdeslam
De nacionalidade francesa, nascido em 15 de setembro de 1989 em Bruxelas, na Bélgica, Salah Abdeslam, de 26 anos, foi apontado como suspeito pela polícia francesa, que divulgou uma foto e o descreveu como “uma pessoa perigosa”. Ainda não está claro o papel dele nos ataques. Fontes policiais acreditam que ele estivesse envolvido em tarefas de logística.

Irmão de Ibrahim Abdeslam, Salah é suspeito de ter alugado o Polo preto usado por terroristas no atentado à casa de shows Bataclan. Neste sábado (14), um veículo em que Salah e mais duas pessoas viajavam a caminho da Bélgica chegou a ser parado em uma blitz em Cambrai, no norte da França. Mas eles acabaram liberados.

Segundo o site do jornal espanhol “El País”, autoridades da polícia francesa alertaram o governo de Madri sobre a possibilidade do suspeito Salah ter fugido para a Espanha.

OUTROS SUSPEITOS:

O terceiro irmão Abdeslam
De acordo com o “Le Monde”, um irmão de Salah e Ibrahim foi detido neste sábado (14) na Bélgica, após ele ter sido confundido com Salah. Mas não se sabe se ele está envolvido nos ataques.

Dois ocupantes do carro abordado pela polícia em Cambrai
O veículo em que Salah Abdeslam estava a caminho da Bélgica e que foi parado neste sábado (14) em Cambrai, no norte da França, tinha outras duas pessoas. Como o carro foi liberado pela polícia, não se sabe a identidade dos passageiros e nem seu possível envolvimento nas ações terroristas.

O pai e um dos irmãos de Ismaël Omar Moustefaï
A polícia deteve o pai e um dos irmãos do primeiro suspeito identificado, informa a imprensa francesa.

 

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Mara Gabrilli integra comitê da ONU e luta por acesso de deficientes à tecnologia assistiva

BLINK NEWS

Presidente da França afirma que França tem “batalha longa” pela frente; 50 estão em estado grave

BLINK NEWS

Reino Unido decide deixar a União Europeia

BLINK NEWS

Facebook pede desculpas por ‘status de segurança’

BLINK NEWS

Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102

Comentários

“TagSômetro”

Blink102

Posts recentes

Blink102
Publicidade Blink102 Blink102 300x250
Blink102 300x250
WhatsApp chat