Hoje é o amanhã de ontem

Apesar de uma manhã comum, naquele instante, o tempo passou diferente e mais rápido que de costume. No consultório, a assistente parecia um anjo de olhos verdes na imensidão branca daquela sala. Ele, muito jeitoso e educado, pediu que abrisse a boca, anunciando em seguida sua boa nova: hoje nós vamos “escanear” seus dentes. Na […]

Foco, Força e Fé

Quando o dinheiro sai de perto deixa espaço para cada história. Mais de duas ou três vezes a carteira vazia me ajudou a cravar na memória um certo orgulho do sentimento de poder, que renascer dessas cinzas traz. Discurso pré-histórico de sobrevivência, conseguir juntar algum assim, de esforço próprio e partindo do zero, já me […]

Baseado em fatos reais

Gosto de casas com dois níveis de piso porque transforma o lugar num tipo de teatro. A vida ganha beleza nas cenas que, em outros espaços, passariam batido aos olhos já acostumados da rotina. Isso pode acontecer também com aquelas escadas que tem o primeiro degrau mais longo e, quando a porta se abre, a […]

Declaração pública de amor

O show dos Menudos em Campo Grande, lá pelas tantas dos anos 80, foi o dia mais importante da vida que, até ali, contava onze anos. Amassada entre as grades e a multidão que, se de um lado quase me engolia, do outro me tornava gigante. Senti o encaixe perfeito. Do show, vi quase nada. Queria […]

Qual é o seu nome?

Ontem, na fila da farmácia, uma amiga ouviu duas pessoas conversando sobre meus pais. Uma delas dizia que, nos anos 90, eles eram cantores famosos, donos de um restaurante. Essa amiga sabia que falavam de outros Benitez. Aqueles que cantavam nas noites do La Carreta. Enchiam a cidade com a beleza das guarânias e das […]

Até onde posso ir?

Desde pequena trabalhei até ficar grande. Vendi laranja descascada aos nove, cuidei carros no mercadão aos quatorze. De quinze a dezoito, atendi telefone. Daí, vieram os shows, as noites de produção e os projetos. E ainda é assim, aos quarenta e nove. Mas, sempre achei tudo meio sem graça. Faltava alguma coisa. Então, comecei a […]

Tudo é um mato só

Foi no Teatro Glauce Rocha que meu coração aquietou a saudade de voltar para casa. Na noite em que a ciência recebeu a arte e uniu um monte de peças soltas do quebra cabeça que me faz ser o que sou, descobri.Vou te contar o que aconteceu. No palco, três homens com seus saberes divinos, […]

Aos velhos amigos

A noite acabou de sair e já falei com três amigos. São ligações que, quase ontem, se fazia da mesinha de canto, presa no fio do telefone. Hoje é uma liberdade só, andando pela casa com café na mão, ou sentada no sofá, balançando os pezinhos. É uma mania de dar uma olhada na vida […]

Campo de alma Grande

Senti que alguma coisa diferente aconteceu na cidade semana passada. Até os tratores que tentavam reanimar a agonia do Lago das Nações, pareciam mudos. Nesses dias que se foram, um silêncio de distância tomou conta das minhas ruas, trazendo um desassossego chato de querer entender o porquê. As respostas vieram, a cada nova saída de […]

Um pé de cor ou a Flor do Jasmim

Gostei tanto de conhecer o Sassá! Menos de dez minutos de conversa e a poesia fez o que sabe fazer: criou silêncios entre cada palavra dita, deixou do lado de fora o que acelera a calmaria e inverteu totalmente nossos mundos tão distantes. As flores do jardim daquela fazenda foi nosso ponto de encontro. Olhar […]

Para o Rei, com Amor

Sugiro ouvir antes de ler. Esse Roberto Carlos amanheceu grudado em mim. Acordei com a canção Côncavo e Convexo, tocando tanto na cabeça que mais parecia um chamado. Enquanto fazia o café, ouvi e foi fantástico. Bastou um acorde para reacender os dias lindos de um tempo em que eu me ouvia, ouvindo música. E […]

Coisa de menina

O desafio é tentar te explicar o que está acontecendo comigo nessa manhã de sexta feira, com dois pensamentos nada a ver um com o outro e que eu gostaria de unir nessa crônica. Na verdade, três. O primeiro é que sou a décima filha. A sétima menina dentre onze irmãos, que se multiplicaram sem […]

Antes do Amanhecer

Acordar cedo é uma delícia. Caminhar, ler, tomar café olhando para o nada, andar livre pela casa e ver o dia começar, numa cumplicidade que parece fazer aumentar o tempo. Ainda tem aquela brisa geladinha que rodopia a gente, quando a janela se abre! Essa fotografia, só de manhã e com tudo em ordem. Quando […]

O tempo que se pega com as mãos

Era uma vez um lugar encantado chamado Bazar Central e que tinha cada história! Só mesmo pedindo ajuda da saudade que bateu para tentar escrever. De 2002 a 2005, foi uma ideia na cabeça e dois galpões na mão. Um lugar para gente, música, livros, discos, banquinhos, castiçais e tudo o mais que fosse belo […]

Adágio

Eu não sei muito bem o que fazer em dias tristes. Normalmente ficaria colada no drama, buscando sair o mais rápido possível desse movimento. Ontem foi diferente. Acordei cedinho, café da manhã saudável numa padaria legal. No mais puro estilo “esse dia não vai me pegar”, fui a pé para academia, passo a passo, devagarinho, […]

Varal de poesias

Ainda há pouco chegou um áudio no meu zap. Era Dona Linda do 203, me chamando pelo nome, falando mansinho, tipo preciso de você. Com essa calma disfarçada, disse que saiu para viajar e achava que tinha jogado por engano, na lixeira do prédio, algumas sacolas com roupas molhadas e especiais, recolhidas com pressa do […]

Sua casa tá limpa?

Não adianta nada tentar refletir sobre as coisas do mundo, seres humanos e a crise ética universal, se você tem coisas a fazer na sua própria vida e não faz. Essa conclusão é difícil de aceitar, mas hoje, para mim, é quase um mantra.  Estava há horas com o amigo emitindo opinião sobre a crise […]

Quer me tirar para dançar?

Para a poesia as pessoas podem ser como águas. Algumas são cachoeiras, que ganham beleza na queda, outras podem ser rio de água turva, que não se desapegam de nada e arrastam tudo pelo caminho. Riachinhos, nascentes, garoinhas, diz que tem para todos num sem fim de muitas formas.  Sinto que a vida me quis […]

O dia que o dia me viu amanhecer

Tinha alguma coisa fazendo algazarra, sem permissão, no meu centro de controle. Um milhão e meio de pensamentos ao mesmo tempo, o corpo indo para um lado a alma para o outro. Com tudo lascado e uma preguiça universal de tentar imaginar o quê, passei a semana no modo robô. Até hoje de manhã, quando […]

Quanto vale cinco estrelas

Já estava no portão quando você chegou para me buscar. Nem precisei esperar um minuto, já vi pelo mapa que estava ali. Adoro quando me chama pelo nome, mesmo sabendo que nunca te conheci nessa vida. Entrei no carro e no meu lugar, “sentado”, tinha um violão. Você nem tinha se dado conta que ele […]