Conecte com a gente

BLINK NEWS

Brasil desconhece risco de 87% das barragens e só fiscaliza 4% delas

O recente Relatório de Barragens da Agência Nacional de Águas (ANA) mostra um dado muito preocupante. O brasil deixou de fiscalizar 96% de suas barragens conhecidas entre outubro de 2014 e setembro de 2015 mostrando que as 43 entidades fiscalizadores da segurança não conseguem dar conta do trabalho nas cinco regiões do país. No Brasil [...]

O recente Relatório de Barragens da Agência Nacional de Águas (ANA) mostra um dado muito preocupante. O brasil deixou de fiscalizar 96% de suas barragens conhecidas entre outubro de 2014 e setembro de 2015 mostrando que as 43 entidades fiscalizadores da segurança não conseguem dar conta do trabalho nas cinco regiões do país.

No Brasil existem quatro tipos de barragens: de contenção de resíduos industriais, de uso múltiplo da água, de contenção de rejeitos de mineração e para geração de energia hidrelétrica. Conforme o documento, no período de abrangência do relatório, houve um crescimento no número de barragens cadastradas, chegando a um total de 17.259, 15% a mais que as 14.966 do relatório apresentado no ano passado. Dessas, somente 701 receberam vistorias.

O número de barragens que foram cadastradas, contudo, ainda é incompleto e concentrados em dois Estados – Rio Grande do Sul e São Paulo com 73% das barragens.

Mas a falta de inspeção não é o único problema, há também a falta de dados sobre as barragens. Das cadastradas 79% não possuem informações de altura e 45% de volume. Ainda dessas barragens, 6.055 delas não tem informações do empreendedor responsável.

Não basta o que aconteceu em Mariana (MG)? Será que vai ser necessário uma outra tragédia de proporções globais para que haja uma preocupação?

Não

De acordo com o superintendente de Regulação da ANA, Rodrigo Flecha, a preocupação com a segurança de barragens “sempre este presente na engenharia brasileira”, mas faltava regulamentação no setor. Segundo ele, falta estrutura para as 43 entidades fiscalizadoras:

Os fiscalizadores e reguladores ainda não contam com equipe necessária para implementar a PNSB (Política Nacional de Segurança de Barragens), assim como em diversas outras áreas temáticas. A perspectiva é de que, com o passar dos anos, os fiscalizadores e reguladores se estruturem de forma a cumprir os ditames da Política

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

03 JUL #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

11 ABR: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

28 MAR: #6_PrincipaisNotícias

BLINK NEWS

01 MAR: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

WhatsApp chat