BRASILEIRO É FINALISTA EM CONCURSO DE SUSTENTABILIDADE DA ONU

Rascunho automático
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Essa á pra dar orgulho.

O concurso Jovens Campeões da Terra na America Latina e Caribe é um concurso promovido e organizado pela ONU que visa reconhecer e a poiar jovens empreendedores que apresentarem ideias inovadores pra recuperar e proteger o meio ambiente.

Nesse ano foram quase 900 inscrições e só 35 selecionados.
Dentre eles está Eduardo Avila, de 25 anos que tem um projeto chamado Revolusolar, um sistema que gera energia através da luz solar de forma sustentável e acessível e focada nas comunidades carentes.

No momento ele está empregando esse projeto em duas favelas no Rio de Janeiro.
A proposta do Eduardo é bem interessante e a gente tá torcendo por ele, com certeza, afinal, o premio final é de 10 mil dólares em capital de investimento, e suporte personalizado para desenvolverem seus projetos e também acesso a contatos especialistas e mentores capacitados.

Esse tipo de incentivo proposto pela ONU é o que a gente precisa pra impulsionar novas tecnologias em geração de energia.
Boa sorte Eduardo!

IMPRESSORA 3D CONSTRÓI CASA EM 3 SEMANAS

Gente a tecnologia do futuro está chegando mais rápido do que imaginamos.
Com certeza você já ouviu falar em impressão 3D, mas se não, eu vou resumir o que é aqui.
Impressão 3D é quando um objeto, ou escultura é projetado no computador através de programas próprios pra isso e enviados a aparelhos que constroem essas esculturas, camada a camada feitas normalmente de filete de plástico, assim você tem um objeto que era somente virtual nas suas mãos. Impressão 3D já é usado inclusive na medicina. Mas e se eu disser que uma casa inteira foi construída dessa forma e por uma impressora 3D gigante?

Isso aconteceu essa semana na Bélgica e o protótipo de casa vai ser exposto para futuros estudos e aperfeiçoamentos.
Diferente do brinquedinho que citei no começo da notícia, essa impressora não usa filete de plástico para “imprimir” as casas, mas sim uma mistura, tipo a argamassa que conhecemos de construção.

E se você está achando que a casa é pequena, está bem enganado. A casa construída por essa impressora é de 90 m².
E levou apenas 3 semanas para ser totalmente construída.
Já pensou a revolução que isso vai ser no setor de construção civil? intrigante, né?

Texto: @viniprado_