O Ministério da Saúde e a Prefeitura de Campo Grande iniciaram nesta terça-feira, (24/3) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.

Nesta primeira etapa, os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde. Serão realizadas mais duas etapas em datas e para públicos diferentes, alcançando cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até o dia 22 de maio. Para isso, foram adquiridas 75 milhões de doses da vacina, que já estão sendo enviadas aos estados.

O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece no dia 9 de maio (sábado). Nesta data, os 41 mil postos de saúde ficarão abertos para atender todos os grupos prioritários.

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Para viabilizar a campanha, o Ministério da Saúde investiu R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses da vacina. Até o momento, a pasta enviou aos estados 15 milhões de doses e mais 4 milhões serão distribuídas até o final de março. A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe envolve as três esferas gestoras do Sistema Único de Saúde (SUS), contando com recursos da União, das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Com o conceito “Gripe. Tem que vacinar”, o Governo Federal irá convocar pessoas com mais de 60 anos e trabalhadores da saúde a se vacinarem contra a gripe nessa primeira etapa. A campanha também traz como alerta o fato de a vacina não ter eficácia contra o coronavírus, mas proteger contra os outros tipos de vírus da gripe.

Também voltada para as outras duas etapas da campanha, as peças destacam as datas de início da vacinação para cada grupo e chamam a atenção para a importância de se respeitar o calendário para que todos sejam vacinados. A mensagem será transmitida por filme para redes e TV, spot de rádio, anúncio, cartazes, peças on-line, entre outras mídias, no período entre 21 de março a 22 de maio.

CASOS DE INFLUENZA NO BRASIL

O Ministério da Saúde mantém a vigilância da influenza no Brasil por meio da vigilância sentinela de Síndrome Gripal (SG) e de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em pacientes hospitalizados. São 114 unidades distribuídas em todas as regiões geográficas do país e tem como objetivo principal identificar os vírus respiratórios circulantes, permitir o monitoramento da demanda de atendimento dos casos hospitalizados e óbitos.

Em 2020, até a Semana Epidemiológica 11 (14 de março), foram registrados 165 casos e 13 óbitos por Influenza A (H1N1), 139 casos e 14 óbitos por Influenza B e 16 casos e 2 óbitos por Influenza A (H3N2). O estado de São Paulo concentra o maior número de casos de H1N1, com 42 casos e 2 óbitos. Em seguida, estão a Bahia (40 casos e 3 óbitos) e o Paraná (20 casos e 5 óbitos). No ano passado, o país registrou 5.800 casos e 1.122 óbitos pelos três tipos de influenza.

POSTOS DE VACINAÇÃO EM CAMPO GRANDE MS

Órgãos públicos e Unidades de saúde

Clínica da Família Nova Lima – Rua: Padre Antônio Franco, 550.

UBSF Parque do Sol – Avenida Evelina Selingard, 1008.

UBSF Ana Maria do Couto – Rua Mitsuo Daima 483, com Rua Gal. Mendes Xavier.

UBS Dona Neta – Rua Cora, 100

UBS Silvia Regina – Rua Capibaribe s/n

USF Santa Carmélia – Rua Terlita Garcia, 1438

USF Vila Nasser – Rua Antõnio de Moraes Ribeiro, 939 – Vila Nassser

USF Estrela Dalva – Avenida Sr. do Bondim, 2685, Taquaral Bosque.

USF Buriti – Rua José S. Araújo, n 80, bairro Buriti.

USF São Conrado – Rua Pampulha, n.859, bairro Jardim São Conrado.

Farmácias

Ultrapopular – Rua Olímpio Klafke, nº 728, Mata do Jacinto

Ultrapopular – Av. Ministro José Linhares, nº 1014, Vila Almeira

Ultrapopular – Rua Yokoama, nº 1100, Bairro Dr Jair Garcia

Ultrapopular – Av. Tamandaré, nº 4682, Jardim Seminário

Ultrapopular – Av. Manoel da Costa Lima, nº 1540, Vila Piratininga

Ultrapopular – Rua Dr Arthur Jorge, nº 1836, Monte Castelo

Ultrapopular – Av. Raquel de Queiroz nº 928, Bairro Aero Rancho

Ultrapopular – Rua Rui Barbosa, nº 2.721, Centro

Ultrapopular – Av. Júlio de Castilho, nº 1.552, Vila Sobrinho

Droga 10 – Rua Ana Luiza de Souza, nº 194, Bairro Pioneira

Droga 10 – Rua Evelina Figueiredo Selingard, nº 774, Parque do Sol

Droga 10 – Av General Alberto C. Mendonça Lima, nº 3060, São Conrado

Droga 10 – Rua Vitório Zeolla, nº 780, Carandá

Droga 10 – Av. Marques de Lavradio, nº 446, loja 1, Bairro Jardim São Lourenço.

Droga 10 (Farmácia Carli) – Rua Tremembé, nº 07, Jd Centenário

Droga 10 – Av. Bandeirantes, nº 1001, Amambai

Droga 10 – Rua Quatorze de Julho, nº 1849, Centro

Droga 10 – Rua Tembes, nº 374, Vila Jussara.

Droga 10 – Av. Mato Grosso, nº 2934, Santa Fé.

Droga 10 – Rua Frentini, nº 545, Universitário.

Droga 10 – Rua Anaca, nº 317, Moreninha II.

Droga 10 – Rua da Divisão, nº 806, Jardim Parati.

Droga 10 – Av. dos Cafezais, nº 1899, Jardim Macaúba.

Droga 10 – Av. Marques de Pombal, nº 1626, Tiradentes.

Farmácia Desconto Fácil – Rua Paulo Hideo Katayama, nº 760, Parque Residencial União.

Farmácia das Mansões – Rua Casa Verde, nº 25, Chácara das Mansões.

Farmácia Popular Itamaracá – Padre Mussatuma, 689, Salão 1.

Farmácia Popular Tijuca – Rua Pará, nº 732, Bairro São Jorge da Lagoa.

Farmácia Popular Caiobá – Drogaria Marifarma – Rua Cachoeira do Campo, 1170, Caiobá.

Drogafic – Av. Marechal Deodoro, nº 1.094, Jd. Leblon.

Drog. Freire – Av. Toros Puxian, no 752, Rita Vieira

Drog. Freire – Rua Rui Barbosa, no536, Monte Libano

Drog. Freire – Av. Mascarenhas de Moraes n• 3.589, Coronel Antonino

Drog. Freire – Av, Afonso Pena, no 2.326, Centro

Drog. Freire – Rua 14 de julho, no 4.826

Drog. Soloaga – Av. Arquiteto Vila Nova Artigas, n• 1220, Aero Rancho

Farmácia + Popular F-01 – Av. Raquel de Queiroz, nº 980, Jardim Aero Rancho

Farmácia + Popular F-02 – Av. José Nogueira Vieira, nº 632, Tiradentes

Levi – Farmácias + Popular F-04 – Av. Raquel de Queiroz, nº 964, Jardim Aero Rancho

Farmácia + Popular F-05 – Av. dos Cafezais, nº 2459, Jardim Macúbas

Farmácia + Popular F-06 – Av. Marques de Pombal, nº 1050, Tiradentes

Farmácia + Popular F-07 – Av. Costa e Silva, nº 14, Vila Progresso

Farmácia + Popular F-08 – Rua Indianápolis, nº 1956, Jardim Noroeste

Farmácia + Popular F-10 – Av Presidente Tancredo Neves, nº 967, Aero Rancho

Farmácia + Popular F-11 – Rua Zulmira Bora, nº 1130, Nova Lima

Farmácia + Popular F-14 – Av Marinha, nº 631, Cophavila

Farmácia + Popular F-15 – Av. José Barbosa Rodrigues, nº 2546, Bosque das Araras

Levi Farmácias + Popular F-17 – Av. Alberto Araújo Arruda, nº 145, Mata do Jacinto

Levi Farmácias + Popular F-18 – Av Dom Antônio Barbosa, nº 2266, Vila Oeste

Levi Farmácias + Popular F-19 – Rua Ana Luisa de Sousa, nº 178, Pioneiros

Levi Farmácias + Popular F-20 – Rua Yokoama, nº623, Vila Palmira

Vale lembrar que a Campanha de vacinação contra a gripe vai até 22 de maio de 2020, portanto, não faça aglomerações para tomar a vacina. Previna-se do Covid-19 evitando espaços pequenos com grande número de pessoas.

Deixe um comentário