Conecte com a gente

BLINK NEWS

Cidade de Deus: oito famílias foram removidas de favela

O primeiro dia de remoção de famílias da favela Cidade de Deus, nas proximidades do lixão de Campo Grande, terminou com a remoção de apenas oito das 390 famílias do local. Elas foram transferidas para terreno lá perto, no bairro Vespasiano Martins, em um processo que deve levar pelo menos uma semana para ser concluído. [...]

O primeiro dia de remoção de famílias da favela Cidade de Deus, nas proximidades do lixão de Campo Grande, terminou com a remoção de apenas oito das 390 famílias do local. Elas foram transferidas para terreno lá perto, no bairro Vespasiano Martins, em um processo que deve levar pelo menos uma semana para ser concluído.

As primeiras pessoas removidas chegaram por volta das 16h ao terreno no Vespasiano Martins. Cerca de 50 famílias irão morar no local, e a conclusão desta primeira fase das mudanças, segundo a Prefeitura, deve ser concluída nesta terça-feira (08).

O trabalho de remoção começou nas primeiras horas do dia. Contou com equipes de funcionários da Prefeitura e o apoio de 275 guardas municipais, além de ser acompanhada, inicialmente, por homens da Polícia Militar. O mandado de reintegração de posse da área foi autorizado, inclusive com uso de reforço policial, arrombamento dos imóveis e demolição das benfeitorias, pela 2ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos de Campo Grande na sexta-feira (04).

As áreas para onde as famílias serão removidas foram mantidas sob sigilo pela Prefeitura ao longo dia. A reporgatem apurou, no entanto, que, além do Vespasiano Martins, elas irão para regiões no Los Angeles e Dom Antônio Barbosa.

O local que está abrigando os moradores da favela, nesta primeira etapa, fica na Rua Renato Nasser compreende dois quarteirões, com cerca de 200 metros quadrados. No terreno foi instaladas a rede de energia elétrica e um ponto de água potável.

A mudança, apesar de prometida há tempos, pegou boa parte dos moradores de surpresa. A promessa da Prefeitura é de que eles terão acesso a linha de crédito para comprar materiais de construção, mas terão de levantar seus próprios imóveis, e também deverão comprar suas áreas, por valores ainda não divuglados pelo município.

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

PODCAST Especial CG: Feira Central

PODCAST

PODCAST Especial CG: Praça das Araras

PODCAST

PODCAST: Em qual bairro Eduardo Costa NÃO passou?

AO VIVAÇO

PODCAST Especial CG: Monumento Guampa de Tereré

PODCAST

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

WhatsApp chat