Cigarros eletrônicos serão proibidos nos EUA

Os cigarros eletrônicos Juul terão sua venda proibida nos Estados Unidos. De acordo com um relatório, publicado nessa quinta-feira (23), a Food and Drug Administration (FDA), órgão dos EUA semelhante à Anvisa, planeja impedir que o produto seja vendido nos EUA.

A proibição veio após uma revisão de quase dois anos de dados científicos e de saúde pública apresentados pela empresa. Segundo a FDA, os documentos da marca não apresentavam evidências suficientes dobre o perfil toxicológico dos cigarros para a comercialização no contexto de proteção da saúde pública.

A Juul, e outras marcas de cigarros eletrônicos, tiveram que cumprir o prazo de setembro de 2020 para apresentar dados à FDA mostrando que seus produtos forneceram um benefício líquido à saúde pública. A agência teve que avaliar a eficácia dos produtos para fazer os fumantes deixarem de fumar e se os benefícios para os fumantes superavam os danos potenciais à saúde dos usuários de cigarros eletrônicos que nunca fumaram, e a empresa não passou nos testes.

Quer falar com a BLINK?