Conecte com a gente

VIVA VOZ

Cinco anos sem Chorão: qual legado ele deixou para a música e para a vida?

Hoje completa-se cinco anos da morte do ex-vocalista da banda Charlie Brown Jr., Alexandre Magno Abrão, o Chorão. E se para milhões de fãs este fato foi desolador à época e trouxe muita tristeza, com certeza também trouxe ensinamentos. Principalmente a respeito do abuso de substâncias e da necessidade de buscar ajuda quando se está desolado e em depressão.

Por conta da data, o nome do cantor ficou entre os assuntos mais comentados do dia no Twitter e ele acabou ganhando diversas homenagens de seus fãs e de Graziela Gonçalves, viúva do músico.

“Lembra daquela estrela? Aquela mais brilhante, pra quem a gente pediu tantas coisas numa noite de verão e que virou tatuagem na nossa pele? É pra ela que eu olho quando eu quero falar com você . A luz é toda sua. Tenho certeza que você escuta. Não só a mim, mas a tantas pessoas que levam o teu nome nas orações que mandam pro céu. E assim você se torna eterno. Pra sempre gravado no coração de todos que te amaram e ainda te amam e que tem a certeza de que nada foi em vão”, escreveu Graziela Gonçalves, ao lado de uma foto em que aparece com Chorão .

Além dela, fãs também compartilharam frases de saudade e depoimentos emocionantes em homenagem ao cantor nas redes sociais. A música do Charlie Brown Jr Dias de Luta, Dias de Glória , foi bastante lembrada nas publicações para o tributo.

No dia 6 de março de 2013, Chorão foi encontrado morto em um apartamento na Zona Oeste de São Paulo. O cantor tinha 42 anos e teve uma overdose de cocaína.

É indiscutível o legado musical deixado por um artista e por uma banda tão talentosa que passou pela vida de tantas pessoas – inclusive sem deixar de lembrar Champignon – exímio baixista que também teve a vida abreviada pouco tempo depois, mas lições sobre o caso foram tiradas e é preciso falar sobre elas:

Na sua opinião, quais cuidados deve-se tomar a respeito do uso inadvertido de substâncias psicoativas e o que fazer em momentos de tristeza absoluta para se evitar a isolação de tudo e de todos?

fonte: delas.ig.com.br

Escrito por

Buscando a felicidade sempre. Apaixonado pela comunicação e pela música. Sonhar, acreditar e jamais desistir, tudo isso sem perder a fé. Locutor, cantor e acadêmico de jornalismo. Apresentador do Viva-Voz. Me siga no insta: @padubotelho.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

WhatsApp chat