Conecte com a gente

COLUNISTAS

CLIQUE E DESCUBRA que você TEM O PODER!

Por Fatima Moura

Não esqueçam de se valorizarem sempre e cada vez mais, não só quando estiverem solteira, mas também dentro de um relacionamento

Na fase inicial de um relacionamento, um dos erros mais comuns das mulheres é deixarem si mesmas para segundo plano. Paparicar os homens não é nada bom! Nem para vocês, nem para eles, que podem até (acreditem!) acabar cansando de ser paparicados.

Um homem precisa ter a sensação de sempre estar te conquistando. Então, mesmo depois de estabilizar a união, não abra mão de sua personalidade, de seu estilo, de sua maneira de ser. Nunca perca sua identidade, mesmo que ele queira mudá-la por insegurança ou ciúmes. Lembre-se que a mulher que ele onheceu e se apaixonou não era uma mulher apática. Então, mulher: se você sempre gostou de cabelos coloridos de loiro, e ele a conheceu assim, não mude só porque ele acha isso ou aquilo. Tudo bem?

Ceder sempre abre precedentes para que ele deixe de se interessar por você. Lembre-se que o homem é muito “visual” e prático e não cometa o erro fatal de fazer com que seu companheiro se torne o centro de sua vida.

Um erro fatal é fazer com que seu companheiro se torne o centro da sua vida. Há mulheres que agem com verdadeira devoção ao parceiro, idolatrando-o e criando um verdadeiro “papel” para ele. Nunca dizem o seu nome, mas refere-se a ele sempre como “meu marido” ou “meu namorado”. Desse jeito, o papel transcende o homem real.

Tenha consciência de que seu parceiro faz parte da sua vida, mas não é sua vida

Assim como nós, mulheres, os homens também procuram e desejam:

  • uma mulher com personalidade própria,
  • uma mulher que saiba a diferença entre preocupação e cobrança,
  • uma mulher que não tente privá-los de nada e respeitem seus espaços (mostre que o respeito de espaço precisa ser recíproco, ok?)
  • uma mulher que seja parceira em todas ocasiões, mas também tenha seu próprio tempo.

Você tem uma mulher poderosa dentro de você e precisa ouvi-la de vez em quando. Converse com essa mulher, conheça suas vontades, desejos e sonhos. Assim ela virá a tona e será sua fonte de inspirações na hora das decisões importantes.

Prepare-se para aceitar essa mulher poderosa que você é

Faça-a despertar em sua vida, mesmo que aos poucos. Através de:

  • Análises: analise com sinceridade a maneira como você leva sua vida (pessoal, profissional e em família) e, principalmente, a maneira como você leva o seu relacionamento. Analise também como você se vê como mulher. Com a análise, fica mais fácil você descobrir quem você é de verdade. E mais: só mudamos aquilo que conseguimos ver.
  • Consciência: pergunte-se porque você não consegue mudar determinadas situações e reconheça seus limites. Lembre-se também que nós, mulheres, somos capazes de transformar circunstâncias que podem parecer não ter solução. Então, assuma responsabilidades e, ao invés de desperdiçar sua energia com lamentações, invista-a em atitudes. É um sinal de que a mulher poderosa dentro de você pode estar acordando.
  • Compromisso: já sabe o que quer mudar e o que pode ser feito? É hora de selar um pacto consigo mesma! Coragem! Valorize-se mais em todos os sentidos e traga mais qualidade para a sua vida. Esqueça os preconceitos e coloque a autoestima lá em cima. Seja orgulhosa de sua feminilidade.

Você é a única pessoa que fica com você 24 horas por dia, todos os dias.

Aprenda a ouvir a mulher poderosa dentro de você e reflita; não haja por impulso; analise seus movimentos a cada nova etapa (inclusive do relacionamento) e busque, sempre, o equilíbrio. Acredite na mulher que existe em você!

Fátima Moura é criadora do chá de lingerie e pioneira nos cursos de sensualidade. Capacitada em saúde e educação sexual pela Abrasex. É autora dos livros “Chá de Lingerie” e “Sexo para mulheres casadas”. Ministra cursos de striptease, lap-dance, paquera e conquista, pompoarismo, massagem sensual e stripdance.

Escrito por

Graduada em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Católica Dom Bosco (2008) e Pós-graduação em Produção Audiovisual - Estéticas Contemporaneas pela UCDB (2010). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Videodifusão, produção Audiovisual para as novas mídias e Direção de Arte.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Zonas erógenas femininas ajude seu parceiro á descobri-las.

COLUNISTAS

Os signos e o sexo

COLUNISTAS

Brinquedos para as mulheres modernas

COLUNISTAS

Se liga. Ela é superior, sim!

VIVA+