Conecte com a gente

VIVA VOZ

Golpes e compras pela internet: você confia 100%?

Há um velho ditado muito conhecido que diz, “a ocasião faz o ladrão”. E em tempos de internet, há sempre figuras maliciosas que pretendem usar da boa-fé de compradores para encontrar formas de praticar atos ilícitos. Sempre engenhando e maquinando formas de lucrar e prejudicar, os estelionatários estão aos montes por aí, apenas esperando uma boa chance para conseguirem emplacar seus golpes contra os mais desavisados ou ingênuos.

E já vimos de tudo por aí, desde tijolos em caixas onde deveriam haver smartphones, Phishing – que é uma forma de fraude eletrônica, caracterizada por tentativas de adquirir informações sigilosas, tais como senhas e números de cartão de crédito, ao se fazer passar como uma pessoa confiável ou uma empresa enviando uma comunicação eletrônica oficial, como um correio ou uma mensagem instantânea e até, mais recentemente, um casal que fazia anúncios falsos para assaltar seus supostos clientes.

O casal em questão era de Recife e, segundo a Polícia Civil, a dupla anunciava itens no site OLX, marcavam um ponto de encontro com os interessados e, no local, anunciava os assaltos. Ambos foram autuados por roubo qualificado.

É verdade, hoje em dia a maioria dos sites destinados a este propósito estão cada vez mais seguros, assim como adventos como o Paypal – que evita que você fique sempre digitando números do seu cartão de crédito – ainda assim, é sempre bom ter cautela e previnir-se contra este tipo de criminoso.

Como é possível identificar um possível golpe virtual?
 “Através de ofertas com valores bem abaixo do mercado, geralmente mais de 20% abaixo do valor normal de mercado. Outra dica é ficar atento aos sites que não tem ou que tem uma política e termos de uso bastante restrita, além de o site possuir apenas atendimento online (via web) e não por telefone. Cuidado com as supostas avaliações de “ótima compra” em sites de comparação de preços, pois podem ser “qualificações” feitas por outros autores de golpes, auxiliando o criminoso.”, explica o delegado Emerson Wendt. E se você for vítima de golpe virtual, a sugestão é que a vítima possa, municiada de todas informações possíveis, dirigir-se até a Delegacia de Polícia mais próxima e efetuar o registro de ocorrência.
A FEBRABAN estabelece orientação às instituições bancárias para que “sugiram” aos clientes o registro do fato, no entanto não estabelecem “a obrigatoriedade”, o que acaba ocasionando uma sub-notificação dessa espécie delitiva, ou seja, uma baixa comunicação desses fatos à polícia. É imprescindível guardar e imprimir todos os dados para levar ao fazer um registro de ocorrência. Também, além de procurar a Polícia Civil para um registro, procurar um advogado para tentar reaver os valores. A polícia não trabalha para restituir valores, mas sim para investigar o crime.
E você, costuma comprar pela internet? Quais cuidados toma ao efetuar uma compra?
fonte: oficinadanet.com.br
 

 

 

Escrito por

Buscando a felicidade sempre. Apaixonado pela comunicação e pela música. Sonhar, acreditar e jamais desistir, tudo isso sem perder a fé. Locutor, cantor e acadêmico de jornalismo. Apresentador do Viva-Voz. Me siga no insta: @padubotelho.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102

Comentários

“TagSômetro”

Posts recentes

Publicidade Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 300x250
Blink102 300x250
WhatsApp chat