Curta-metragem leva aprendizado e sonho às escolas de Campo Grande
Os mais procurados! Coisas sobre a lista do FBI que você desconhecia

Dilema! Pessoas públicas têm a obrigação de se posicionar politicamente?

Reprodução: https://bit.ly/2QEFJyK

Embarcamos em uma nova etapa das disputas eleitorais agora no segundo turno e uma polêmica surgida no primeiro turno volta à tona: o posicionamento político ou não de figuras públicas, como artistas e celebridades em geral.

É fato, com o advento das redes sociais e da informação em tempo real, aliados à polarização política em que nossa nação se encontra, muitos fãs têm exigido de seus ídolos posicionamentos políticos, apesar do voto continuar sendo secreto. E artistas que muitas vezes optam por uma certa neutralidade acabam sendo muito criticados por quem os segue. Veja o caso de Anitta, que ao ser questionada sobre de “qual lado estaria”, postou um texto no stories do Instagram dizendo: ” Eu não apoio nem quero fazer campanha para nenhum político, Isso é um direito meu. Peço respeito à minha decisão de não me posicionar publicamente sobre política. O fato de eu ser feminista e fazer parte da comunidade LGBTQ+ não significa que sou obrigada a me posicionar politicamente e nem a odiar pessoas que pensem diferente de mim”.

A carioca alegou está sendo vítima de “cyberbullying”, “xingada” e “ameaçada”. “Sou uma cidadã igual a vocês, trabalho pra caramba e pago meus impostos. Tenho o meu candidato que escolhi dentro do que eu acredito, mas assim como vocês tenho direito de ter meu voto secreto”, declarou.

“Não é porque sou uma artista e tenho uma vida pública que devo revelar meu voto. Não sou obrigada a fazer campanha política pra ninguém. Sou a favor do respeito. Respeito as diferenças. Respeito para ser respeitada e estou me sentindo desrespeitada neste momento por não poder exercer um direito que é meu”, continuou.

“Acho pesado querer forçar que alguém [vote em uma pessoa ‘X’ por pressão]. Vou continuar tendo amigos de esquerda, de direita, seja do que for… não gostaria de ser massacrada, deixar de falar com familiares, amigos, que pensem diferente. Vamos repensar o que a gente esta fazendo com o outro”, concluiu Anitta.

Não é de hoje e nem apenas a respeito de política que fãs exigem de seus ídolos posicionamentos sobre os mais variados tipos de assunto, mesmo que estes hesitem ou simplesmente não mostrem desejo em participar de certos questionamentos. Você acha que pessoas públicas, artistas e influenciadores de toda espécie tem sim que dizer o que pensam a respeito de temas delicados ou as pessoas estão exagerando ao não respeitar a opção de neutralidade de seus ídolos?

fonte: catracalivre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.