Ele não copiou!

Ed Sheeran vence processo de plágio por “Shape Of You” e desabafa: “Isso tem que acabar”

Vitória! Ed Sheeran foi absolvido das acusações de plágio pela música “Shape Of You”, lançada em 2017 como a primeira amostra do álbum “Divide”. O julgamento, que durou 11 dias, inocentou o artista por falta de provas suficientes para afirmar a cópia.

O processo foi iniciado pelo cantor Sami Switch e pelo produtor Ross O’Donoghue, que afirmam que a faixa de Sheeran tenha sido diretamente inspirada em “Oh Why”, parceria da dupla lançada em 2015. No entanto, o juiz determinou que não há afirmações concretas de que o britânico teria copiado intencionalmente a canção.

Na sequência de sua vitória, Ed Sheeran publicou um vídeo em que desabafou e alertou sobre estes tipos de processos. “Enquanto estamos claramente felizes com o resultado, eu sinto que alegações como essa são muito comuns agora e se tornaram uma cultura onde uma alegação é feita com a ideia que um acordo será mais barato do que ir para o tribunal, mesmo quando não há embasamento para a alegação. Isso é muito perigoso para a indústria de composição musical”, disse.

O artista continuou falando sobre a limitação na criação de músicas: “Há apenas algumas notas e poucos acordes usados na música pop. Coincidências acontecem quando 60 mil músicas são lançadas todos os dias no Spotify e 22 milhões de músicas por ano. E só há 12 notas disponíveis. (…) Gostaria de dizer: Eu não sou uma entidade, não sou uma corporação, eu sou um ser humano e um pai e um marido e um filho. (…) Processos judiciais não são experiências agradáveis e eu espero que essa decisão signifique que no futuro, alegações como essa possam ser evitadas. Isso tem que acabar”, finalizou o cantor. Essas são informações do Papel Pop.

Confira: