fbpx
conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

COLUNISTAS

Exercícios Tântricos: Invocando a sua mulher interna

No tantrismo é comum os exercícios para aumentar a sensibilidade e a consciência, o que ajuda à abrir o corpo e a mente para o amor e a excitação. Despertar os sentidos; maneiras de  tocar o outro e dançar, são alguns desses exercícios.

Pretendo passar todos eles para você, então, escolhi começar pela “Dança da Deusa”.  Até porque acho de suma  importância que você se descubra, tenha prazer,  tenha a certeza que você pode ter uma vida plena em todos os sentidos, inclusive sexual.

Você pode dançar sozinha ou para o parceiro. Neste exercício, a mulher é convidada a explorar sua própria beleza e valor, ao expressar-se através da dança. Não há regras sobre como dançar, que ritmo usar, apenas dance.

Deixe aflorar através dos seus movimentos seu lado: sedutor, provocante, selvagem, sereno… seja você mesmo. Aproveite para explorar todos esses aspectos, sem se preocupar em agradar o parceiro. Você é pura intuição e sensualidade. Para que você consiga libertar toda sua energia com a dança, alguns itens são importantes:

1 – Visualização

Antes de começar a sua dança, feche os olhos e se veja dançando. O Tantra do chacra Sambhara (trecho do livro Sexo Tântrico – Cassandra Lorius) diz:

“Veja-se como uma deusa erótica e vermelha, símbolo de paixão; sua língua é lasciva e tem o poder purificador de seu fogo interno. Como uma deusa, você está nua, com os cabelos desgrenhados, simbolizando à liberdade de vínculos com as ilusões. Você é pura intuição – uma lembrança que tudo passa. Flamejante como o fogo, você expressa a essência da sabedoria ao abraçar seu amante sem restrições”

Uma professora de Tantra (segundo a autora do livro Sexo Tântrico)  fez o seguinte relato (que por sinal me arrepia, achei bárbaro):

“Uma das imagens mais forte que me ocorreram veio durante a meditação em meu seminário sobre Gosto de Tantra. Na minha mente apareceu uma mulher dançando para outras mulheres. Enquanto dançava, tirava uma a uma as peças de roupa, de maneira muito bonita. Fiquei impressionada com sua graça e de ver como ela estava se divertindo, parecia totalmente integrada com seu corpo.  Pensei que gostaria de ser livre como ela, imergindo no prazer daquele ato. De repente, ela chegou perto de mim, e eu vi que ela era eu! Era a imagem do que eu poderia me tornar”.

2 – Sua preparação

Vista uma roupa bem leve ou apenas coloque um tecido sobre seu corpo. Faça uma maquiagem que a faça se sentir uma deusa (busque  inspiração em algumas deusas do cinema, do antigo Egito, ou simplesmente daquela mulher que  que você mais admira), escove os cabelos, coloque um perfume, se sinta o máximo.

3 – Escolha da música

Faça um playlist com suas músicas preferidas e ache seu estilo pessoal de dança, sinta cada parte do seu corpo, sua energia fluindo em cada movimento. Não tenha pressa. Lembre-se:  Esse exercício é para você despertar o que está adormecido ai dentro.

4 – A dança

Sempre acompanhando o ritmo da música, comece sua dança. Sinta a música com a alma. Deixe vim à tona a mulher dentro de você. Essa mulher que é livre de todos os medos e preconceitos.

Se você for se sentir melhor, na primeira vez que fizer a “dança da deusa”, dance, para você, em frente a um espelho. O mais importante é como você vai se sentir. Sinta-se bonita, atraente e acima de tudo confiante do seu poder como mulher.

Quando você dança com a alma você desperta o Kundalini, o poder da serpente localizado na base da coluna, e  que é nosso depósito pessoal de energia. Essa poderosa energia é inerente, ou seja, é algo que não se cria; se desperta. E acredite: vale á pena!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pessoas estão lendo agora:

COLUNISTAS

Qual mulher não gostaria desse título? Ops! Vou explicar: estou falando em ”amante” no sentido: aquela que ama muito. E não aquela amante, tipo...

COLUNISTAS

Ainda hoje, para muitas mulheres (por mais moderna que seja), a primeira relação sexual dá um frio na barriga. Até porque é cercada de...

COLUNISTAS

Quando se fala em “fetiche”, as pessoas já pensam logo, em coisas bizarras… Grande engano. Você sabia que a palavra fetiche vem de feitiço,...

CAFÉ COM BLINK

Ação em prol do Cotolengo sorteia camiseta oficial do título da Libertadores. No nosso Estúdio o Diretor da Instituição Padre Valdeci Marcolino. Cotolengo Sul-Mato-Grossense...