Conecte com a gente

VIVA VOZ

Haters na internet e o desabafo de William Bonner: qual o limite?

É, rapazeada marota, a gente sabe que desde o surgimento da internet surgiram pessoas ou até grupos de pessoas que se dedicam a apenas uma tarefa: odiar. Tudo e todos, não importa o assunto ou tema.

Também não precisa ser famoso. Claro, celebridades e pessoas muito conhecidas acabam dando maior dimensão a casos envolvendo haters, mas basta que você, anônimo, tenha um pouco de azar que pode acabar entrando na mira telescópica de algum odiador profissional.

Recentemente, o jornalista, âncora e editor do Jornal Nacional, William Bonner, perdeu as estribeiras. A situação chegou ao seu limite após o usuário fazer comentários maldosos na foto do pai de Bonner , que já morreu.

“A pessoa me insulta desde o anúncio do fim de meu casamento, há um ano e meio. Eu a bloqueio. A pessoa cria outro perfil. E insulta meus seguidores em comentários. Eu bloqueio. A pessoa cria outro perfil. Manifesta o desejo de que eu morra. Eu a bloqueio. E bloquearei sempre. É do jogo”, desabafou William Bonner .

“Então a pessoa cria mais um perfil pra ultrapassar todos os limites e desrespeitar um registro da memória de meu pai. É muito feio. É perverso. Doentio. Eu bloqueio mais uma vez”, disse Bonner na legenda do print que mostra quem é o hater que o está perturbando.

Preocupado, o jornalista continuou:”Será que essa criatura tem alguma interação com seres humanos no mundo real? Ou se trata de alguém profundamente doente e só? Será que essa agressividade desmedida se esgotará? Ou devo dar atenção à ameaça de me agredir fisicamente na rua?”.
Resiliente, William Bonner concluiu:”A gente costuma acreditar que o desprezo é a arma adequada contra haters. Mas, hoje, ao me deparar com os comentários na foto de meu pai, essas questões todas ganharam dimensão, pra mim. E achei que talvez fosse o caso de provocar alguma reflexão entre os que acham que pra tudo existem limites. Ou deveriam existir. Segue o jogo”.
Com apenas duas horas no ar, a publicação de William Bonner já ultrapassou os 50mil likes no Instagram e vem acumulando comentários de apoio: “Não se abale, essas pessoas são doentes”, disse um seguidor. “Chame a polícia, coloque no xadrez”, disse outro. “Infelizmente as pessoas perderam a noção do respeito e limite”, concluiu um terceiro. Até o momento, o jornalista não se posicionou se vai levar a medida além ou se ficou satisfeito publicando o print que mostra o iD do hater.

Na sua opinião, qual a melhor maneira de lidar com os haters?

fonte: gente.ig.com.br

Escrito por

Buscando a felicidade sempre. Apaixonado pela comunicação e pela música. Sonhar, acreditar e jamais desistir, tudo isso sem perder a fé. Locutor, cantor e acadêmico de jornalismo. Apresentador do Viva-Voz. Me siga no insta: @padubotelho.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

WhatsApp chat