Conecte com a gente

BLINK NEWS

Imóvel próximo ao centro não possui foco do Aedes aegypti

Campo Grande

Diferente do que foi noticiado, nossa equipe conversou com a proprietária do imóvel na Av dos Estados, não existe no local foco do Aedes aegypti. Nesse momento nos retratamos e nos desculpamos com a proprietária do imóvel citado na Av dos Estados 280 pela matéria, onde está localizado o Salão de Beleza Netta Hair. Os moradores do Jardim dos Estados podem ficar despreocupados. O imóvel já havia recebido a visita dos agentes de saúde do município que trataram a água acumulada na piscina e eliminaram as possibilidades de foco do  mosquito.

Em conversa com a reportagem a proprietária informou que todas as exigências feitas pelas equipes de saúde foram cumpridas. A proprietária também nos informa que vistorias regulares são feitas pelas equipes de saúde. O imóvel encontra-se portanto livre de focos da epidemia que atinge todo o país e Campo Grande. A proprietária falou a reportagem sobre o imenso cuidado que toma em relação aos seus clientes e vizinhos.    

Em um momento onde Campo Grande e o País travam um guerra contra o mosquito transmissor da dengue, chicungunha e zika todo cuidado é pouco. Exemplos como da proprietária desse imóvel que não mede esforços para combater o mosquito devem ser seguidos e reforçados. Ela afirma que toma todos os cuidados com a água que está acumulada e segue as recomendações das equipes de saúde do município.

A piscina recebe cloro toda semana e visitas constantes das equipes de saúde.

Mundo

Nos Estados Unidos já tem registro do primeiro caso de infecção do zika vírus. O caso em questão foi registrado no condado de Dallas, Texas, e de acordo com as autoridades locais foi produzido por via sexual, uma forma muito menos frequente do que por meio da picada de um mosquito infectado, que continua sendo a principal preocupação dos pesquisadores.

O paciente – o sexo ainda não foi revelado– foi infectado com o vírus “depois de ter mantido contato sexual com uma pessoa doente que havia regressado de um país onde o zika vírus está presente”, afirmou o Serviço de Saúde do Condado de Dallas em comunicado.

De acordo com a informação oficial de Dallas, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), órgão federal responsável nos Estados Unidos, teria confirmado o caso de transmissão sexual. No entanto, um porta-voz do CDC, Tom Skinner, disse à agência France Presse que o órgão “não investigou a forma pela qual se deu a transmissão da infecção”, limitando-se a confirmar que se tratava de um caso de zika.

Em uma teleconferência com jornalistas na semana passada, a subdiretora do CDC, Anne Schuchat, disse que sabia de “um caso relatado de zika vírus por possível transmissão sexual”.

O caso de Dallas ressaltaria a necessidade de aumentar as precauções também no campo das relações sexuais no âmbito desse surto.

Até agora, todos os casos confirmados de zika continental dos Estados Unidos eram importados, ou seja, de pessoas que tinham sido infectadas no exterior.

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

PODCAST: Todo dia um dia novo, ou nem sempre?

VIVA+

29 JUL #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

23 JUL #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

Vá dormir direito!

VIVA+

WhatsApp chat