Inspirados em girassóis, alunos criam placa fotovoltaica móvel

Buscar inspiração na natureza é um meio científico para aprimorar tecnologias aplicadas em projetos. Foi usando esse método que estudantes da Escola Técnica Estadual (Etec) Bento Quirino, de Campinas, encontraram nas flores de girassóis a ideia para o desenvolvimento de um sistema eletrônico que movimenta uma placa fotovoltaica. O projeto Energyrassol tem como objetivo mostrar que placas de energia solar móveis conseguem captar mais luz e garantir maior geração energética. O grupo foi classificado para a 20ª edição Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace).

O grupo destaca que o ponto principal do trabalho foi a comprovação de que os painéis móveis apresentam melhora na potência (W) média por dia captada. “Nossa teoria, inicialmente, não foi pensada para ser implantada em uma indústria, residência ou área rural, porém, é totalmente válido uma reformulação na estrutura do projeto para que assim seja possível utilizá-la em escalas maiores”, afirma o aluno. Essas são informações do Instituto Paula Souza.

Os estudantes planejam agora terminar os testes e apresentar a conclusão dos estudos. Grupo está entre os classificados para a 20ª Febrace, que acontece entre os dias 14 e 25 de março de 2022.