Conecte com a gente

BLINK NEWS

Interior do Mato Grosso do Sul pode ser prejudicado pela saída de médicos cubanos

Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde diz ter sido avisado pela Embaixada de Cuba que todos os médicos do país deixarão o Brasil nos próximos 45 dias (até o final do ano). Na quarta-feira (14), Jair Bolsonaro informou que a retirada dos médicos cubanos foi decisão do próprio Governo de Cuba, por não concordar mais com testes de capacidade. Mas, segundo o Ministério de Saúde Pública de Cuba, a decisão foi tomada por causa das “declarações polêmicas e depreciativas” do novo presidente eleito do Brasil.

Dados do Ministério da Saúde apontam que a saída dos médicos deverá afetar quase 30 milhões de pessoas que vivem em municípios onde, atualmente, não atuam médicos brasileiros. Com o encerramento do acordo entre Brasil e Cuba pelo Mais Médicos, o Mato Grosso do Sul deve perder, pelo menos 110 profissionais. O número corresponde à metade dos médicos atuando pelo programa no estado.

(Imagem: Agência Brasil)

 

Escrito por

Graduada em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Católica Dom Bosco (2008) e Pós-graduação em Produção Audiovisual - Estéticas Contemporaneas pela UCDB (2010). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Videodifusão, produção Audiovisual para as novas mídias e Direção de Arte.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

PODCAST: Vôlei do MS na Primeira Divisão do Brasileiro

CAFÉ COM BLINK

PODCAST: Editais de cultura para Campo Grande

CAFÉ COM BLINK

PODCAST: Economia do MS perde “fôlego”

CAFÉ COM BLINK

PODCAST: 42 anos de MS!

CAFÉ COM BLINK