Vamos começar dando uma notícia bem legal que aconteceu aqui pertinho, em Anhanduí.

Vamos contar a história do Renato Novaes, que tem 24 anos e é professor. Ele sempre gostou da arte que as palavras podem causar, tanto que se formou em letras e hoje é professor.

Mas foi reunindo o material que tinha desde que criança que resolveu publicar um livro: “Poemas sobre Tudo e Trechos”.

Com esse livro ele espera incentivar seus alunos a entrar no mundo da leitura.

Mas quantos livros você lê por ano? Se a resposta for menos de 10, você precisa melhorar essa prática. A leitura alivia a mente humana e causa um bem-estar relacionado a envolvimento com a história contata nas letras.

Além de poder lhe ensinar novas palavras e expressões, a leitura te transporta para lugares e situações que nem todo mundo pode ter acesso.

A leitura é algo que pode realmente ser terapêutico. Como conta a Larissa:

E essa terapia não foi percebida apenas pela Larissa.

Realmente a leitura pode ser usada como um tipo de terapia. A chamada Biblioterapia.

A biblioterapia é a indicação de livros com objetivos curativos, e exercício desta arte traz em si o potencial de ser usado como uma ferramenta significativa na procura pela saúde mental de pessoas com transtornos afetivos.

Com ela o paciente é submetido a um procedimento terapêutico através da leitura, que inclui também pareceres complementares e a análise do discurso.

Com isso a gente puxa uma reflexão, se ler é tão benéfico, porque é tão difícil encontrar pessoas que amam ler no Brasil? Você sabe a resposta? Eu sei, mas não vou contar.

Deixe um comentário