Conecte com a gente

BLINK NEWS

Leia as afirmações da Lava Jato contra Lula

O ex-presidente Lula já foi ouvido e liberado pela PF. Nessa nova fase da operação Lava Jato, os procuradores expõem de forma direita o que pesa contra ex-presidente: Imóveis em nome de laranja O comunicado da Lava Jato diz que Lula é o verdadeiro dono do sítio em Atibaia, mas colocou o imóvel em nome [...]

O ex-presidente Lula já foi ouvido e liberado pela PF. Nessa nova fase da operação Lava Jato, os procuradores expõem de forma direita o que pesa contra ex-presidente:

Imóveis em nome de laranja

O comunicado da Lava Jato diz que Lula é o verdadeiro dono do sítio em Atibaia, mas colocou o imóvel em nome de laranjas, chamados de “interpostas pessoas” pelos procuradores. O sítio está oficialmente no nome de Fernando Bittar e Jonas Suassuna Filho, que são sócios de Fábio Luiz, um dos filhos do ex-presidente.

TRECHO

“O ex-Presidente Lula, em 2010, adquiriu dois sítios em Atibaia mediante interpostas pessoas, pelo valor de R$ 1.539.200,00 (…) os móveis constituem propinas decorrentes do favorecimento ilícito da OAS no esquema da Petrobras, empresa essa cujos executivos já foram condenados por corrupção e lavagem na Lava Jato”.

Reformas no Guarujá

O texto afirma que Lula recebeu “propina” por “favores ilícitos” prestados a empreiteiras da Lava Jato. Segundo os procuradores, as reformas feitas em um apartamento do Guarujá, ao qual o ex-presidente teve direito de compra (mas acabou desistindo do negócio), não têm “justificativa econômica lícita”.

TRECHO

“O ex-Presidente recebeu, em 2014, pelo menos R$ 1 milhão sem aparente justificativa econômica lícita da OAS, por meio de reformas e móveis de luxo implantados no apartamento tipo triplex, número 164-A, do Condomínio Solaris, em Guarujá (…)  a OAS pagou despesas elevadas para reformar o imóvel (mais de R$ 750 mil), arcou com móveis de luxo para cozinha e dormitórios (cerca de R$ 320 mil), bem como de que tudo isso aconteceu de modo não usual (…) os valores com que o ex-Presidente foi agraciado constituem propinas pagas a título de contraprestação pelos favores ilícitos obtidos no esquema Petrobras.”

Enriquecimento com o crime

Lula enriqueceu pessoalmente com o crime, dizem os procuradores. O ex-presidente é “um dos principais beneficiários dos delitos” e agiu para o “sucesso da atividade criminosa”.

TRECHO

“O ex-Presidente Lula (…) foi um dos principais beneficiários dos delitos” e  “surgiram evidências de que os crimes o enriqueceram”. Além disso, “surgiram, na investigação, referências ao nome do ex-Presidente Lula como pessoa cuja atuação foi relevante para o sucesso da atividade criminosa”.

Armazenagem

Segundo os procuradores, ao sair do Palácio da Alvorada (2010), Lula guardou bens pessoais num local de armazenagem da OAS. O diretor do Instituto Lula, Paulo Okamotto, falsificou documentos para fazer com que os bens de Lula passassem como bens da empreiteira. Esse favor é avaliado em mais de R$ 1 milhão e serviu, segundo a força-tarefa, para retribuir Lula por favorecimento à empreiteira em negócios com a Petrobras.

TRECHO

Para os procuradores, foram feitos “pagamentos dissimulados de aproximadamente R$ 1,3 milhão pela empresa OAS em favor do ex-Presidente, de 01/01/2011 a 01/2016, para a armazenagem de itens retirados do Palácio do Planalto quando do fim do mandato (…) Nesse contrato, seu real objeto foi escondido, falsificando-se o documento para dele constar que se tratava de “armazenagem de materiais de escritório e mobiliário corporativo de propriedade da construtora OAS Ltda.” Paulo Okamotto assinou ainda, em 12 de janeiro de 2016, procuração autorizando a retirada dos bens.”

Palestras

Os procuradores dizem que o Instituto Lula e a LILS Palestras, empresa do ex-presidente, recebeu ao menos R$ 30 milhões de seis empreiteiras, como pagamento de palestras realizadas por Lula, entre 2011 e 2014, quando ele já não era mais presidente. Para a Lava Jato, a remuneração, no entanto, não se refere a palestras, mas a retribuições pagas pela influência que Lula exercia em favor das empreiteiras em negócios com a Petrobras. O dinheiro beneficiou Lula, seus familiares (por meio de empresas) e o PT.

TRECHO

“Pagamentos vultosos [foram] feitos por construtoras beneficiadas no esquema Petrobras em favor do Instituto Lula e da LILS Palestras [pelas empreiteiras] Camargo Correa, OAS, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão e UTC. No Instituto Lula, foram 20,7 dentre 35 milhões que ingressaram. Na LILS, foram 10 dentre 21 milhões. Quanto às saídas de recursos, além de beneficiarem pessoas vinculadas ao Partido dos Trabalhadores – cumprindo recordar que o esquema da Petrobras era partidário -, elas beneficiaram parentes próximos do ex-Presidente, por meio de pagamentos a empresas de que são sócios”.

Campanhas políticas

Além de enriquecimento pessoal, os procuradores dizem que dinheiro ilegal pago por empreiteiras passou por Lula e foi parar no caixa do PT para financiar campanhas políticas. Os procuradores lembram que lideranças de outros partidos também participavam do esquema, “especialmente”, o PP e o PMDB.

TRECHO

“De fato, surgiram evidências de que os crimes o enriqueceram e financiaram campanhas eleitorais e o caixa de sua agremiação política.”

 

A Operação Lava Jato, que investiga o esquema e corrupção na Petrobrás e é deflagrada pela Polícia Federal, entra hoje em sua 24ª fase, onde investiga esquema milionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. O destaque para esta fase da operação, é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tem sua residência em São Bernardo do Campo, SP, como alvo da operação da PF. Lula foi um dos mandados de condução coercitiva, e foi conduzido à sede da Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

Lula foi conduzido em um carro descaracterizado para o Aeroporto de Congonhas.

Ontem (03), Lula foi destaque junto à presidente Dilma Rousseff, por envolvimento e participação no esquema de corrupção da Petrobrás, segundo o senador Delcídio do Amaral, em suposta delação não homologada, publicada na revista Isto É.

Saiba Mais

Portal G1, Nexo Jornal

 

 

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

WhatsApp chat