Aqui no hemisfério sul, o inverno não é tão rigoroso como no hemisfério norte, mas mesmo assim temos casos de moradores de rua que morrem nessa época do ano.

Temos também casos de animais de rua que morrem de frio no inverno.

Mas como Saulo não tinha condições de ajudar moradores de rua humanos, resolveu fazer o que conseguia para ajudar os caninos, e a ideia é o Cãodomínio.

São casinhas de cachorro grandes o suficiente para abrigar os cãezinhos de rua e elas são instaladas em praças com a autorização da prefeitura.

Dentro das casas, são colocados panos e comedouros do lado de fora para os animaizinhos passarem essa época protegidos do frio e da chuva.

A ajuda veio de lojas apoiadores que doaram os materiais para construir os abrigos.

Os animais que moram nas casa são castrados, vacinados e vão ao veterinário.

Tudo isso nos faz pensar que poderíamos ajudar esses bichinhos, muitas vezes abandonados ou que não conseguiram arrumar um lar para ser feliz.

Excelente iniciativa, que poderia ser replicada em outras cidades!

Presidente dá aula para crianças em Portugal

Quando todas as pessoas arregaçam as mangas para ajudar durante um momento como esse que estamos passando, é quando todos saem ganhando com tudo.

É exatamente o que estava acontecendo em Portugal, onde o próprio presidente do país estava dando aulas para crianças do 1º ao 9º ano em um programa de TV chamado Estudo em Casa, transmitido ao ar pela TV estatal RTP.

Marcelo Rabelo de Sousa, hoje presidente da república em Portugal, resolveu dispor de parte do seu tempo durante esse momento tão complicado em que estamos vivendo essa pandemia para dar aula a distância pra as crianças portuguesas.

Ele que é professor antes de ser presidente, dá lições para as crianças sobre o que aprendemos com essa pandemia que todo o mundo está passando.

É inegável que todos saem ganhando com isso, as crianças com um programa desses, apresentado pelo próprio presidente do país, e o governo que também pode ganhar alguns pontos em aprovação, mostrando o que pode fazer para ajudar de verdade, ao invés de ficar insistindo em coisas que podem não dar certo de fato.

Parabéns ao idealizador desse projeto em Portugal, e que sirva de lição para outros governos e população para saber escolher bem o governo que vai liderar o país.

Alimentos agora podem ser doados por comércio

Olha essa notícia fenomenal. Ontem, a lei que autoriza os estabelecimentos que comercializam refeições próprias para consumo a doar os alimentos que sobram para famílias e entidades carentes a fim de combater a fome e o desperdício no Brasil, foi sancionada ontem.

Na prática, supermercados, estabelecimentos e restaurantes agora podem fazer a doação gratuita desses alimentos para pessoas que passam fome ou para entidades responsáveis por alimentar essas pessoas.

Existem sim algumas regras para que o alimento doado não prejudique a pessoa que irá consumi-lo:

– A doação pode ser de alimentos in natura, produtos industrializados e refeições prontas, todos ainda próprios para o consumo humano;

– Os itens devem estar dentro do prazo de validade e em condições de conservação especificadas pelo fabricante, quando aplicável;

– Os alimentos devem ter as propriedades nutricionais mantidas, ainda que tenham sofrido dano parcial ou apresentem aspecto comercialmente indesejável;

– A integridade e segurança sanitária não podem ter sido comprometidas, mesmo que haja danos à sua embalagem.

Quem sabe agora lentamente não começamos a criar consciência do desperdício que temos com a comida.

TEXTO: @viniprado_