Conecte com a gente

BLINK NEWS

O grito: Fora Dilma! Fora Temer! Mas alguém ouve?

Queremos novas eleições e um novo governante! Esse grito está implícito nas últimas pesquisas divulgas, revelando um cenário onde nem Dilma e nem Temer devem continuar governando o Brasil. O desejo estampado nos números é um fato. Mas alguém ouve esse grito? A pesquisa da consultoria Ipsos divulgada nesta terça-feira (26) pela BBC Brasil mostra que 52% apoiam [...]

Queremos novas eleições e um novo governante! Esse grito está implícito nas últimas pesquisas divulgas, revelando um cenário onde nem Dilma e nem Temer devem continuar governando o Brasil. O desejo estampado nos números é um fato. Mas alguém ouve esse grito?

A pesquisa da consultoria Ipsos divulgada nesta terça-feira (26) pela BBC Brasil mostra que 52% apoiam convocação nova eleição para presidente em outubro junto com o pleito municipal. Realizada entre 1 e 12 de julho, a pesquisa ouviu 1.200 pessoas presencialmente, em 72 cidades do País. A margem de erro é de três pontos percentuais.

O instituto Datafolha também fez uma sondagem cercada de polêmica. O jornal Folha de S.Paulo, divulgou pesquisa em que 50% dos entrevistados disseram preferir que Temer continue presidente e foi acusado de fraude jornalística. Foi revelado pelos sites The Intercept e Tijolaço que os dados divulgados tinham por objetivo favorecer o governo interino de Temer. A reportagem de capa afirmava que apenas 3% apoiaram a realização de novas eleições. Posteriormente foi revelado que uma pergunta sobre apoio a eleições antecipadas onde 62% responderam querer que ambos deixassem o comando do País.

Apesar dos números muito pouco é comentado pela imprensa. Porque? Para tentar responder a essa pergunta, hoje (quarta-feira, 27) o programa Eita Pêga que vai ao ar as 11:00h vai debater com especialistas se uma nova eleição para presidente ainda em 2016 é a solução para a crise política.

A pesquisa Ipsos

52% dos entrevistados apoiam a convocação de um pleito antecipado para outubro, junto com as eleições para prefeitos e vereadores. Desse percentual, 38% dizem que o melhor seria que o presidente em exercício, Michel Temer, fosse mantido no cargo e convocasse a nova disputa eleitoral e 14%preferem que Dilma volte ao Palácio do Planalto antes da nova eleição. Outros 20% defendem a volta de Dilma Roussef e 16% a permanência de Temer até 2018. Entre os entrevistados, 12% não souberam ou não quiseram responder.

A sondagem também mostrou a quarta queda consecutiva no apoio ao impeachment de Dilma: 54% em junho e 48% neste mês. Quem não apoia o afastamento da petista passou de 28% para 34%.

Quanto à avaliação da gestão do peemedebista: ruim ou péssimo passou de 43% em junho para 48% neste mês. No início de maio, quando Dilma ainda presidia o país, 69% reprovavam seu governo. Já o percentual dos que consideram a administração interina boa ou ótima variou de 6% para 7%. A avaliação regular ficou estável em 29%. De acordo com o levantamento, entre junho e julho, a porcentagem de pessoas que desaprovava totalmente ou um pouco o presidente interino recuou de 70% para 68%. A aprovação ficou estável em 19%.

Para Dilma, a reprovação passou de 75% para 71% e a aprovação subiu de 20% para 25%. O apoio à presidente afastada é maior no Nordeste e entre pessoas de menor renda e escolaridade.


Brasil Post

 

 

 

 

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102

Comentários

“TagSômetro”

Blink102

Posts recentes

Blink102
Publicidade Blink102 Blink102 300x250
Blink102 300x250
WhatsApp chat