Conecte com a gente

BLINK NEWS

O que alguns agrotóxicos podem ter a ver com a depressão?

Dados do Ministério da Saúde brasileiro e da Organização Mundial de Saúde mostram que muitas pessoas utilizam agrotóxicos como meios para tentativas de suicídio. Pesquisadores do Mato Grosso do Sul estudam também a possibilidade de o uso de agrotóxicos específicos em lavouras serem causa de depressão e poderem, portanto, levar até a tentativas de suicídio.

Ao #CaféComBlink desta segunda-feira (24), o professor e doutor em ciência da saúde Dario Xavier Pires explicou algumas correlações e fez alertas:

 

Dario conta que pesquisas mostram a ligação do uso de organofosfatos com relatos de depressão de pessoas que vivem e/ou trabalham em lavouras. Artigos mostram que o uso continuado dos agrotóxicos das classes dos Carbamatos e dos Organofosforados provocam depressão.

Os dados são expressivos e mostram problema de saúde pública e enfatizam o desvio do uso de agrotóxicos, além de alertar para a necessidade de maiod fiscalização da comercialização dos mesmos:

• Em 2014, Associação Brasileira de Indústria Química anunciou aumento de 13% nas vendas dos agrotóxicos do Brasil.

• Em 2016, região Centro-Oeste era a segunda região com maior comercialização de agrotóxicos.

• Efeitos deletérios à saúde humana variam de acordo com princípio ativo do agrotóxico, dose absorvida, forma de exposição e características individuais da pessoa exposta. Uma das consequências são suicídios. (Organização Mundial de Saúde)

• Produção cresceu no Brasil, mas estudos mostram que nem sempre aumento na quantidade de agrotóxicos nas plantações se refere ao aumento da produtividade = descompasso entre uso de agrotóxicos e benefícios, em termos de produtividade.

• No Brasil, entre 2007 e 2013: 59.576 notificações ao sistema de informação de agravos de notificação (sinan) de intoxicações por agrotóxicos (uso agrícola, doméstico, na saúde pública, raticida e produto veterinário.

• Destas notificações, 54,3% (32.369) são relacionadas à tentativas de suicídio, 562 no Mato Grosso do Sul.

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

WhatsApp chat