Em um segundo momento, os pesquisadores estudaram as atualizações de status de 75 mil usuários de redes sociais, procurando padrões de comportamento que incluíssem o uso de pronomes em terceira pessoa e palavras negativas. “Os resultados sugerem que a relação positiva entre palavrões e honestidade é robusta, e que a relação encontrada no nível individual de fato traduz se ao nível da sociedade”, diz o relatório final sobre a análise.

Apesar de os palavrões serem vistos como grosseria na maioria das vezes, os cientistas acreditam que essa forma de expressão é muito mais honesta e que reflete no comportamento das pessoas como um todo. “Você pode pensar que quem fala muito palavrão possui um comportamento social negativo, mas eles apenas não estão filtrando a própria língua. Então, provavelmente, eles também não utilizam de filtros para contar histórias, tornando-as mais verdadeiras”, explica David Stillwell, coautor do estudo.

E aí, grosseria ou honestidade? Você é daqueles que fala muito palavrão ou prefere fazer o tipo polido e que pensa muito antes de se pronunciar?

fonte: megacurioso.com.br