fbpx

Primeira vacina contra Covid-19 é registrada pela Rússia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Primeira vacina contra Covid-19 é registrada pela Rússia

Pois é gente! Chegamos na notícia que mais queria dar pra você desde o início da pandemia do coronavírus.

A primeira vacina contra a covid foi registrada.

O presidente da Russia, Vladimir Putin anunciou hoje, o registro da primeira vacina do mundo contra o danado do covid.

Inclusive uma de suas filhas participou dos testes.

Ele conta que com a filha dele houve uma reação de pequena febre no pequeno dia, mas que a temperatura já se normalizou nos próximos.

A distribuição para a população russa começará a partir do dia 1 de janeiro de 2021 e testes ainda vão continuar a serem feitos.

Agora vamos ver uma país depois do outro registrando suas próprias vacinas.

O Brasil está no tima dos adiantados e parece que pode vir uma vacina pronta em outubro e distribuição em fevereiro.

O fato é que agora que um país lançou sua versão da vacina, a concorrência vai forçar outros laboratórios a fazer o mesmo, incentivando testes e melhorias de análises.

Inclusive na Rússia. O ministro da saúde de lá afirmou que a vacina, mesmo já registrada e com a eficiência comprovada, vai continuar a passar por testes clínicos inclusive com a participação de milhares de pessoas.

Agora é só esperar, logo teremos vacina para esse danado.

Boas ações virtuais para um programador

Se você é que nem eu e não entende muito de informática você nuca deve ter ouvido falar em código Flutter, Microsoft Azure, e outras linguagens da programação de software.

Então eu vou contar essa notícia de forma bem básica.

A vida do programador Vitor Eleotério não tava sendo fácil.

Ele se formou em programação, mas a falta de oportunidade o levou a trabalhar como entregador de delivery.

Mesmo mandando super bem na programação ele acabou sendo dispensado de um processo seletivo por não ter um computador e um celular decente.

O processo envolvia criar um aplicativo para determinada plataforma, mas o computador dele era tão velho que demorava 50 minutos para abrir o programa que ele precisava.

Ele então recorreu a outra solução como usar o celular para processar os dados para o computador e mesmo assim não conseguiu.

Teve outra ideia, usar um serviço pago da Microsoft em fase de teste para terminar de desenvolver o aplicativo para o processo seletivo da empresa e conseguiu. Terminou o aplicativo no tempo, entregou, recebeu elogios, mas foi dispensado da vaga justamente por não ter as ferramentas necessárias.

Chateado ele escreveu uma publicação na sua conta do Linked In, aquela rede social de empregos.

E as pessoas se solidarizaram com a história do Vitor.

Ele recebeu uma mentoria e um voucher custeando o valor do curso para desenvolver usando a plataforma da Microsoft. Ganhou também um novo computador e inclusive queriam dar para ele de presente um celular novo, mas ele recusou, dizendo que já mandou o seu para o conserto.

Esse é um tipo de coisa que podemos parar para pensar.

Uma empresa exige que determinado candidato tenha determinados requisitos para trabalhar, isso é normal. Mas certas exigências dependem de dinheiro, e sem emprego como as pessoas conseguem?

Mas temos certeza de que o Vitor vai conseguir se dar bem nessa área com essa ajuda que ele acabou de receber.

Boa sorte Vitor!

E aí? O que acha do assunto? Comente!

Assine nossa newsletter e receba tudo primeiro!

Não mandamos spam e nem divulgamos seu e-mail! Apenas enviamos mediante sua autorização.