Conecte com a gente

BLINK NEWS

Processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética volta ao início

Foi decidido pelo vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão a anulação da aprovação, pelo Conselho de Ética do parecer do deputado Marcos Rogério pela continuidade do processo que investiga o presidente da Casa, Eduardo Cunha. O despacho foi assinado por Wladir Maranhão no dia 22 de dezembro, último dia antes do recesso, mas só foi divulgado e [...]

Foi decidido pelo vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão a anulação da aprovação, pelo Conselho de Ética do parecer do deputado Marcos Rogério pela continuidade do processo que investiga o presidente da Casa, Eduardo Cunha.

O despacho foi assinado por Wladir Maranhão no dia 22 de dezembro, último dia antes do recesso, mas só foi divulgado e encaminhado para o Conselho de Ética nesta terça-feira (2), o que foi alvo de questionamento do presidente do colegiado, deputado José Carlos Araújo.

Maranhão acolheu recurso feito pelo deputado Carlos Marun que questionava decisão do colegiado de negar pedido de vista [mais tempo para analisar o caso] feito por parlamentares aliados de Cunha no ano passado.

Com a decisão de Waldir Maranhão, o processo que pode resultar na cassação do mandato do peemedebista volta praticamente à estaca zero. Conforme a Secretaria-Geral da Câmara, Cunha poderá apresentar uma nova defesa prévia ao Conselho de Ética. Em seguida, terá que ser reaberta a discussão do parecer de Marcos Rogério pelos parlamentares. Líderes e integrantes do colegiado poderão se pronunciar por 10 minutos cada.

Os deputados terão ainda o direito de pedir vista antes da votação, o que pode atrasar ainda mais a decisão sobre o início das investigações. Essa é a segunda vez que uma decisão de Waldir Maranhão beneficia Cunha.

O presidente do Conselho de Ética criticou a decisão de Waldir Maranhão de anular a aprovação do parecer preliminar, mas disse que cumprirá a decisão para não “entrar no jogo protelatório”. Ele marcou para a noite desta quarta (3) sessão do conselho para comunicar os integrantes da decisão e reiniciar a discussão do parecer de Marcos Rogério.

Cunha é alvo de processo de cassação sob a acusação de ter mentido à CPI da Petrobras quando disse, em março do ano passado, que não possui contas no exterior. Posteriormente documentos do Ministério Público da Suíça apontaram a existência de três contas no país europeu ligadas ao presidente da Câmara.

Cunha nega ser dono das contas e argumenta que elas são administradas por trustes.

Ele admite, porém, ser o “usufrutuário” dos ativos mantidos no exterior. Além do processo por quebra de decoro parlamentar, o presidente da Câmara é alvo de um inquérito no Supremo Tribunal Federal que se as contas foram usadas para lavagem de dinheiro.

Cunha também foi denunciado pelo procurador-geral da República por suspeita de receber US$ 5 milhões em propina do esquema de corrupção da Petrobras.

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

As eleições na Câmara e no Senado

BLINK NEWS

AS 6 PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA | 4 DE FEVEREIRO

BLINK NEWS

Eleições na Câmara e no Senado acontecem nesta sexta-feira (1º)

BLINK NEWS

AS 6 PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA | 31 DE JANEIRO

DESTAQUES NEWS

Notícias em seu email?

Coloque aqui seu melhor e-mail que enviaremos "Blink News" para você semanalmente!

WhatsApp chat