Conecte com a gente

BLINK NEWS

Quase metade dos motoristas de Campo Grande não têm habilitação

O trânsito é um problema mundial e ganha destaque como grande problema enfrentado pelos habitantes de Campo Grande (MS). Até agora, em 2018, já foram registradas quase 80 mortes decorrentes de acidentes de trânsito, e a velocidade é o principal fator causador destas mortes e dos acidentes em geral.

Excesso de velocidade = morte

Para o psicólogo e especialista em trânsito, Renan Soares Júnior, ultrapassar os limites da via tem relação com a “disputa de espaço”, uma questão cultural do Brasileiro: “as pessoas não são formadas para o espaço público”. Ivanize Rotta, chefe da divisão de educação para trânsito da Agetran, completa: “reclamamos dos 50km/h, mas quando dirigimos a 50km/h conseguimos preservar vidas”.

4 a cada 10 motoristas de Campo Grande não têm carteira de habilitação

Além do excesso de velocidade, a falta de formação dos motoristas e a embriaguez também entram no ranking das principais causas de mortes no trânsito de Campo Grande, nesta ordem. Segundo a Agetran, em média, 4 a cada 10 motoristas não tem carteira de habilitação. Sobre beber e dirigir: “as pessoas começaram a ver que não dava em nada, então decidiram que podem”, relata Ivanize, apontando que o “medo” dos radares e das punições, aparentemente, diminuiu. “É um equívoco”, defende a especialista, garantindo o funcionamento das fiscalizações portáteis da cidade e enfatizando o número de prisões de motoristas feitas em 2018.

“As pessoas dirigem como elas vivem”

Renan Soares Júnior explica que as pessoas cometem abusos no trânsito tanto quanto cometem abusos em outras situações e contextos de suas vidas: “a grande questão é que, quando a pessoa faz isso no trânsito, pode levar ao óbito dela e de outras pessoas. Utilizar o veículo desta maneira (ultrapassando os limites de velocidade, por exemplo), é uma forma de violência”. Para exemplificar, o psicólogo lembra a animação Pateta no Trânsito, criada na década de 50 e válida até hoje (talvez mais do que nunca!). Assista:

“A pessoa matou e está solta”

Ivanize Rotta critica o judiciário e as brechas nas legislações. Ela fala sobre a impunidade de muitos motoristas que causaram acidentes com vítimas fatais; sobre a reação da sociedade aos crimes cometidos no trânsito e sobre, muitas vezes, o pagamento de fiança para libertação da prisão.

Renan Soares Júnior comenta o excesso de graus de recursos no país e lembra que esta questão não cabe apenas para os acidentes de trânsito. Ele destaca sua conversa com a mãe de um garoto, atropelado há 7 ou 8 meses por alguém que avançou o sinal vermelho e excedeu a velocidade.

“A mãe me disse que tinha que fazer uma escolha: ou eu cuido do meu filho, que está numa cama, com politraumatismo, ou eu vou ficar correndo atrás e pressionando as pessoas. Só que, simplesmente, a coisa não anda”.

“Uma infração não vem sozinha e um acidente não vem sem infração”

Ambos os especialistas destacam: “cada um tem que ser seu fiscal”. Não é certo ser lembrado pelos filhos da importância do cinto de segurança ou da importância de atravessarmos na faixa. Ao contrário, devemos ser exemplos para os nossos filhos.

O respeito por sua própria vida e pela vida do próximo deve ser colocado em primeiro lugar, no trânsito ou fora dele, como destacaram alguns ouvintes do Café Com Blink através de nota de áudio enviada pelo whatsapp:

Abaixo, podcast com entrevista completa e todos os depoimentos recebidos durante o 1º episódio de #VivoNoTrânsito:

 

 

Escrito por

Jornalista e especialista em marketing digital, agora mergulho no universo radiofônico. Produtora do #CaféComBlink. No ar de 2ª a 6ª, a partir das 7h, na Blink 102. Amo colecionar histórias... Me conta a sua?!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

27 MAI: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

06 MAI: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

03 MAI: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

24 ABR: #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102

Comentários

“TagSômetro”

Blink102

Posts recentes

Blink102
Publicidade Blink102 Blink102 300x250
Blink102 300x250
WhatsApp chat