fbpx
conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

COLUNISTAS

Quem sabe hoje…

Quem sabe hoje...

Ouvir dizer que a palavra Beleza vem do hebraico e quer dizer “Onde Deus Brilha”. Achei poético para começar a contar sobre o dia que vivi uma coisa bonita. E agora, pensando aqui, não consigo afirmar ao certo se foi mesmo um momento de beleza ou algo que não sei dizer e que vou tentar descobrir aqui. Deve ter sido um dia marcante, porque essa memória pulou, ainda na madrugada, da caixa preta da minha cabeça para a claridade das boas lembranças, dessas que moram na pele do braço e de vez em quando faz arrepiar.

Era um bando de gente pequena na disputa para saber quem sairia com ela para passear. Minha irmã chorava para ir quando o destino era a loja Riachuelo da Rua 14, já o caçula preferia o Mercadão. Minha mãe fazia dessas saídas pequenos ritos e, como todo rito que se oferece às coisas belas, vestia sempre o que tinha de mais arrumado entre as miudezas daquele quarto. Meu sorriso acendia quando a saída era para comprar botão, decerto para terminar aquele short azul que ela costurava. Na subida da Rua do Mangue, a suavidade vinha no verde malva daquela saia plissê que vez ou outra tocava meu rosto. Assim, éramos eu, ela e o calor do meio dia daquele dia lindo, a caminho do Bazar Brotinho. Meu lugar de sonhar.

E sonhar com tudo que tenho direito. Cores, elefantinhos, movimentos, pessoas aladas, sorrisos sem fim e uma parede enorme com todos eles, um de cada cor, os botões coloridos. No mais puro estilo Tim Burton, imaginava mil vezes mais alta que eu, a parede. A cabeça girava nas certezas de que todas as cores do mundo nasciam ali.

Passei a acreditar com fé que crescer faz diminuir o tamanho das coisas do passado porque outro dia precisei voltar lá. Se a memória da infância tem uns quarenta anos, outro dia quer dizer uns vinte anos. Era domingo de manhã, durante uma gincana que organizava para a rádio da cidade e eu precisava garantir dez elefantinhos da Shell, daquelas coisas de colecionador, raridade, anos setenta. Minha memória abriu arquivos: saia plissê, Rua do Mangue, calor, mão pequena dada com mão grande, parede de botão, elefantinhos. Sabia. Eu tinha visto lá.

Corri esbaforida e, no tempo das gincanas, ele veio. O mesmo atendente. Já bem velhinho desde que eu era minúscula, a
ndou alguns passos da sala-balcão, ouviu minha desesperada necessidade de empréstimo daquela coleção. Eu só ouvia, no tempo da pressa, a voz dele lá longe, enquanto eu contava quantos tinham. Nove, meu Deus, só tinha nove. Por amor, onde está o décimo?

Tranquilamente e com a fala pausada, me explicou que há uns dez anos atrás uma outra uma mocinha, bem parecida comigo até, pediu emprestado falando que devolveria no outro dia. Não tinha aparecido até ontem.
– Se você está precisando tanto e puder esperar, quem sabe ela vem me devolver hoje.

Quem sabe a esperança seja mesmo a última que morre.

Quem sabe, hoje. Vai saber…

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar:

ENTRETENIMENTO

Chicken – Vem rir com a gente! BLINK 102 FM · ACORDA BLINK – AULA DE (INGREIS) COM PROFESSOR CORUMBÁ DA POPULAR – CHICKEN...

ENTRETENIMENTO

Year – Vem rir com a gente! BLINK 102 FM · ACORDA BLINK – AULA DE (INGREIS) COM PROFESSOR CORUMBÁ DA POPULAR – YEAR...

DESTAQUES

21-10-2020 BLINK 102 FM · ACORDA BLINK – MOMENTO AHHHH NÃÃÃÃO – 21-10-2020 Esse é o momento que você troca um belo palavrão pela...

ENTRETENIMENTO

14-10-2020 BLINK 102 FM · ACORDA BLINK – MOMENTO AHHHH NÃÃÃÃO – 14-10-2020 Esse é o momento que você troca um belo palavrão pela...

ENTRETENIMENTO

Para sua semana começar animada! BLINK 102 FM · ACORDA BLINK – SEGUNDOU – 19-10-2020 Segundou com Corumbá da Popular.

BLINK NEWS

BLINK 102 FM · CAFÉ COM BLINK – ENTREVISTA JEFERSON PISTORI DIRETOR DA UCDB VIRTUAL Nossa conversa é com Jeferson Pistori, Diretor de Educação...

ENTRETENIMENTO

Se você é daquelas pessoas que a acreditam em superstição, provavelmente quando acontece algo fora do esperado e nos surpreende, acabamos deixando de lado...