1 – Quem via Cícero Rodrigues Ferreira, o “Ferreirinha”, trabalhando como gari, não imaginava que um dia ele se tornaria um doutor em Teologia.

Ferreirinha, conquistou o sonho estudando com livros que pegava no lixo, e comemorou muito ao receber o diploma pelo correio, no final do ano passado.

Ele tem 39 anos e trabalhou por 21 anos como gari, fazendo a limpeza nas ruas da cidade de Crato, no Sul do Ceará.

Como Ferreirinha se sente?

“Realizado”, como ele mesmo se descreve.

E completa dizendo que se sente orgulhoso da sua trajetória e sabe que a divulgação da sua história pode abrir os olhos de gente que também pode mudar de vida.

2 – Você sabia que as cascas de bananas são “as campeãs da limpeza”?

Elas conseguem remover metais pesados de água contaminada e mais que isso, elas são altamente eficientes no processo de despoluição.

Foi o que descobriram pesquisadores da Universidade de Aveiro, em Portugal.

A descoberta, mostra que para tratar 100 litros de água contaminada com 0,05 miligramas de mercúrio seriam necessários apenas 291 gramas de cascas de bananas.

Os cientistas afirmam que basta colocar as cascas em contato com a água contaminada por um determinado período de tempo.

Uma descontaminação que inclusive pode ser feita em qualquer lugar.

3 – Nada de ficar jogando com os amigos, nem assistindo TV o dia todo. O aposentado Clóvis Ferreira, de 75 anos, passou na faculdade e é o novo calouro da Unesp – Universidade Estadual Paulista, em Rio Preto, no interior do Estado.

Clóvis passou no curso de Letras, e de acordo com ele, foi para “ocupar a cabeça”.

O idoso trabalhou por 55 anos em São Paulo e se aposentou.

Formado em Administração de Empresas, ele fez mestrado em contabilidade e um curso para atuar na área de tecnologia da informação.

Inclusive ele está animado em começar as aulas na universidade.

4 – Policiais ajudaram uma grávida de gêmeas que estava em trabalho de parto na rua, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

A mãe das pequenas Maria Luiza e Maria Helena estava em um táxi a caminho do hospital mais próximo. Mas não deu tempo!

O motorista pediu ajuda da equipe que fazia o policiamento e um dos policiais iniciou os primeiros socorros já no veículo.

O parto de uma das bebês foi dentro do táxi.

Enquanto Maria Luiza não esperou chegar no hospital, a irmã, Maria Helena, nasceu assim que chegou à Unidade de Pronto Atendimento.

Mãe e filhas estão bem.

Deixe um comentário