Conecte com a gente

BLINK NEWS

Santa Casa chama representantes de saúde para expor ‘iminente’ paralisação

Com previsão de paralisação de procedimentos e falta de instrumentos cirúrgicos e medicamentos, a diretoria da Santa Casa de Campo Grande decidiu alertar Ministério Público Estadual e Conselhos de Saúde do município e do Estado sobre a situação dos estoques do hospital. A Associação Beneficente Campo Grande (ABCG), gestora da unidade de saúde, fará uma [...]

Com previsão de paralisação de procedimentos e falta de instrumentos cirúrgicos e medicamentos, a diretoria da Santa Casa de Campo Grande decidiu alertar Ministério Público Estadual e Conselhos de Saúde do município e do Estado sobre a situação dos estoques do hospital.

A Associação Beneficente Campo Grande (ABCG), gestora da unidade de saúde, fará uma reunião com membros de órgãos ligados à saúde no Estado e na Capital para informar a situação e a iminência de interrupção de serviços.

“Será uma reunião com representantes das áreas de saúde. Estamos sofrendo com baixíssimos estoque de materiais. Fornecedores podem paralisar o serviço e queremos ser transparentes, expor a atual situação diante do fato de atraso nos repasses da prefeitura”, explicou o presidente da ABCG, Wilson Teslenco.

A reunião acontecerá na sala da presidência da Santa Casa, a partir das 9h.

A prefeitura da Capital está atrasada em R$ 13,4 milhões para repassar ao hospital e na terça-feira (3) informou à diretoria do hospital beneficente que tentaria encontrar uma forma de pagar essa dívida. Contudo, não foi definido um prazo para que isso acontecesse.

Desde o mês passado, vários problemas financeiros interromperam o atendimento na unidade, que é a maior do Estado e atende pacientes de Campo Grande e de outras cidades do Estado. Uma dessas situações foi a greve de 300 médicos, que ficaram com salários atrasados. A paralisação durou 11 dias e cirurgias eletivas e consultas foram desmarcadas.

Fornecedores chegaram a suspender a entrega de materiais por falta de pagamento, mas houve negociação. “São problemas que já estamos alertando desde antes”, comentou Teslenco.

Correio do Estado

Saiba mais

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

16 Set #6_PrincipaisNotícias

BLINK NEWS

PODCAST: Falta de água em Campo Grande? Entenda melhor

CAFÉ COM BLINK

30 Ago #6_PrincipaisNotícias

BLINK NEWS

PODCAST Especial CG: Monumento Manoel de Barros

PODCAST

WhatsApp chat