Vídeo: Cat Dealers lança clipe de Keep On Lovin!
Timidez na cama: como resolver essa questão e se liberar sem neuras?

Será? Experimento indica que 56% dos homens utilizariam bonecas sexuais

Reprodução: https://bit.ly/2z55sJH

Foi-se o tempo em que bonecas sexuais eram aqueles aqueles brinquedos esdrúxulos de borracha, com olhos enormes e bocas abertas. Hoje elas são hiper-realistas, feitas de silicone e tem muito marmanjo aí que utilizaria, sim senhor!

Um diretor de cinema criou uma conta no Tinder para a robô Harmony deixando claro de que não era uma mulher real e muitos usuários se interessaram.
Como parte de um experimento para um documentário sobre bonecas sexuais, o diretor Jimmy Mehiel criou um perfil no Tinder para uma boneca erótica e, surpreendentemente, ela fez sucesso – indicando que tem muito homem com a fantasia de transar com uma máquina dessas.

Mehiel é um diretor de cinema de 39 anos que vive em Nova York, nos Estados Unidos, e sua intenção ao criar o perfil do robô era ver quantas pessoas estariam dispostas a fazer sexo com bonecas sexuais . Para isso, ele teve a permissão de Matt McMullen – criador da primeira boneca Harmony disponível no mundo – para compartilhar fotos da sua criação no aplicativo de relacionamento.

Em uma entrevista ao portal britânico “Daily Star”, Jimmy revela que 56% dos homens entrevistados disseram que fariam sexo com robô . “Eu postei três fotos da Harmony, incluindo uma descrição direta que dizia: ‘Oi, sou um robô anatomicamente correto, sexualmente capaz, com a IA (inteligência artificial) mais avançada disponível [no mercado]. Eu estou no Tinder para descobrir se vocês estão interessados ​​em mim.”

À primeira vista, o robô sexual pode parecer uma pessoa real e Mehiel fala que isso é mérito de Matt e sua equipe, que trabalharam duro para tornar esse objeto sexual o mais real possível. Para evitar que os homens confundissem o robô com uma mulher, em um segundo momento, o diretor usou uma imagem de Harmony com a cabeça aberta para revelar seu cérebro de computador.

“Eu fiz o experimento por duas horas numa noite de sexta-feira, das 21h às 23h, no lado leste de Manhattan, em Nova York, nos Estados Unidos”, explica. “Eu passei para a direita (curtiu) todos os caras que apareceram. Nas duas horas que executei o experimento, Harmony acumulou 92 curtidas.”

Sim, não ou talvez para as bonecas sexuais?

Jimmy acrescenta que em todos os matchs ele mandava uma pergunta simples: “Você faria sexo com um robô? Sim, não ou talvez?”. As repostas que o diretor de cinema obteve foram as mais variadas possíveis. “Você é nojento”, escreveu um pretendente. Já outro disse: “Você é a pessoa mais legal que eu já encontrei por aqui”.

De 57 pessoas, 25 disseram que não fariam sexo com um robô, 17 afirmaram que fariam e 15 responderem que talvez. Isso significa que a maioria dos pretendentes (56%, incluindo as respostas “sim” e “talvez”) alegaram que considerariam fazer sexo com uma boneca sexual.

“Quando recebi permissão para usar a Harmony, criada por Matt, em março, ele me disse que nunca tinha colocado a boneca em nenhum site de namoro. Acho que esta é a primeira e a única vez que um robô sexual apareceu em um aplicativo de namoro”, fala Jimmy que também conta que o criador das bonecas sexuais ficou muito curioso para saber se Harmony faria sucesso no Tinder e, aparentemente, fez.

E você, faria sexo com um robô?

fonte: deles.ig.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.