Conecte com a gente

BLINK NEWS

Técnicos precisam se basear em relatórios de agentes para combater a dengue por falta de levantamento

Com o último LIRA (Levantamento Rápido do Aedes aegypti) elaborado na última semana de outubro, os técnicos da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) têm se baseado em informações complementares para criar as forças tarefas de combate à dengue em Campo Grande. Para determinar quais bairros apresentam alta incidência do mosquito, os técnicos contam, principalmente, com informações [...]

Com o último LIRA (Levantamento Rápido do Aedes aegypti) elaborado na última semana de outubro, os técnicos da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) têm se baseado em informações complementares para criar as forças tarefas de combate à dengue em Campo Grande.

Para determinar quais bairros apresentam alta incidência do mosquito, os técnicos contam, principalmente, com informações dos relatórios diários dos agentes, já que o próximo LIRA deve ser realizado apenas na primeira semana de março, seguindo cronograma do Ministério da Saúde.

Desde a primeira semana do mês, as notificações já somam 2005 casos suspeitos na Capital.

Ainda configurando entre os bairros com maior número de infestação do mosquito Aedes aegypti, o Lageado voltou a receber a visita de agentes de endemias da prefeitura, que realizaram neste início de semana, uma força tarefa nas residências para combater os focos do mosquito.

Entre os principais problemas detectados nas casas, estão os recipientes armazenados de forma incorreta e que podem se tornar potenciais criadouros de dengue, zika e chikungunya devido ao acúmulo de água.

Pelo menos 100 agentes tem atuado no bairro que, junto da Vila Popular, região central, Jardim Leblon e Nova Lima, formam as regiões da cidade com maior número de casos suspeitos.

O índice de infestação no Lageado ainda é alto porque os moradores trabalham com materiais recicláveis, que ficam acumulados nos quintais por muito tempo.

Outro detalhe ao qual os agentes vêm chamando a atenção durante as visitas domiciliares é o acúmulo de água atrás da geladeira. Até mesmo o umidificador deve ter a água trocada diariamente.

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Vá dormir direito!

VIVA+

28 JUN #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

25 JUN #6_PRINCIPAISNOTÍCIAS

BLINK NEWS

PODCAST: Cuidado! O inverno e a alimentação

AS PODEROSAS

Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102

Comentários

“TagSômetro”

Posts recentes

Publicidade Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 Blink102 300x250
Blink102 300x250
WhatsApp chat