Conecte com a gente

VIVA VOZ

Tudo em segredo: mulher faz fertilização in vitro e troca esperma de marido pelo do amante

Parece coisa de novela, mas não é. Uma mulher que passou pela fertilização in vitro trocou secretamente o esperma do marido pelo do amante e só contou a verdade quando ela o parceiro decidiram se separar. Não, isso não é a trama de uma nova novela, aconteceu na vida real. Yana Anokhina planejou tudo e escondeu por um ano esse segredo do seu marido, Maxim Anokhin, que não desconfiou em nenhum momento que seu filho não era biológico.

De acordo com informações do portal russo “Vesti”, a verdade veio à tona quando o casal decidiu se separar e Yana resolveu contar tudo o que tinha feito durante a fertilização in vitro . Anokhin ficou chocado com a informação e resolveu processar o Centro Médico Kulakov, que fica em Moscou, na Rússia, por permitir essa troca de espermas.

“Eu confiei em minha esposa. Eu acreditei nela e confiei 100%. Isso significa que, quando ela me contou, fiquei chocado, fiquei angustiado e mal pude acreditar”, conta Anokhin que pagou todo o procedimento de fertilização e essa informação ajudou o tribunal a ser favorável a ele e garantir uma indenização de 4,6 mil euros (aproximadamente R$ 24,4) por seus danos morais e financeiros.

O marido enganado fala que ama o garoto e explica que não resolveu entrar com processo para conseguir dinheiro, mas, sim, por justiça. “Eu queria tornar este assunto público, para que não haja mais homens enganados como eu e maridos enganados no futuro. Isso não deve acontecer novamente”, enfatiza Anokhin.

Mas e aí?

Os relatórios judiciais dizem que Yana queria que o pai do seu bebê fosse o homem que ela ama e não seu marido. O tribunal também descobriu que profissionais da clínica ajudaram Yana a trocar o esperma do parceiro pelo do amante. Após a revelação, testes de DNA foram feitos e provaram que Anokhin realmente não era o pai.

A advogada de acusação, Olga Nemtseva, ressalta que a clínica não pode apenas seguir os desejos de Yana, eles também precisam cumprir os deveres que tem com Anokhin. A médica responsável pelo procedimento, Liya Kazaryan, se recusou a comentar o caso: “Eu não estou dando entrevistas. Eu não quero dizer uma palavra sobre este assunto”.

O advogado de Yana, Denis Ivchenko, fala que não comentará sobre o caso sem a permissão da sua cliente: “Sem o aval dela, não posso dizer uma palavra”. Agora, Anokhin está em outro relacionamento e tem um filho que ele diz ter certeza que é seu, pois não foi concebido pela fertilização in vitro . Já Yana assumiu o romance com o amante e eles estão vivendo juntos.

E aí, o que você pensa sobre esse caso? Quem deveria ser responsabilizado, a clínica, a mãe ou ambos?

fonte: delas.ig.com.br

Escrito por

Buscando a felicidade sempre. Apaixonado pela comunicação e pela música. Sonhar, acreditar e jamais desistir, tudo isso sem perder a fé. Locutor, cantor e acadêmico de jornalismo. Apresentador do Viva-Voz. Me siga no insta: @padubotelho.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

WhatsApp chat