Conecte com a gente

BLINK NEWS

Vigilância será rigorosa para quem usa a internet no Reino Unido

Agora os internautas ingleses serão mais vigiados na internet. Acontece que o governo de lá quer aumentar o grau de vigilância sobre os hábitos dos cidadãos na rede. O assunto provocou uma discussão enorme no país, antes mesmo de virar lei. O governo britânico pode ver qualquer coisa na internet, desde que tenha autorização da [...]

Agora os internautas ingleses serão mais vigiados na internet. Acontece que o governo de lá quer aumentar o grau de vigilância sobre os hábitos dos cidadãos na rede. O assunto provocou uma discussão enorme no país, antes mesmo de virar lei.

O governo britânico pode ver qualquer coisa na internet, desde que tenha autorização da justiça. Não mais se depender dele.

Caso houver risco para o país ou para a vida de uma pessoa, os serviços de informação e a polícia poderão espionar a internet de qualquer um.

Os provedores vão ter que manter um banco de dados com todas as páginas visitados por todo mundo no Reino Unido durante um ano. Porém, haverá a supervisão de um grupo de juízes.

A porposta será votada pelo parlamento e foi apresentada nesta quarta-feira (4) pela secretária do Interior, Teresa May que afirmou:

Isso nos dará o melhor sistema de proteção do mundo democrático.

Uma representante de uma organização civil reclamou:

Nós não sabemos o que está sendo guardado, interceptado e o que o governo faz com isso.

Vamos usar a imaginação para entender o emaranhado sistema que é a internet. Imagine que ela o mar, onde navegam informações de um lado para o outro como fazem os barcos. Isso é o que nós vemos. Porém, lá no fundo do oceano, acontece muito coisa longe dos olhos da maioria das pessoas, que é o chamado Deep Web ou “rede escura”. Este é o lugar preferido para aqueles que desejam trocar mensagens em sigilo total. Quanto maior a fiscalização na superfície da praia, mais estas pessoas mergulham para tentar sumir das autoridades.

A Deep Web usa linguagem criptografa e programas específicos. Apenas as pessoas envolvidas na comunicação que entendem estas mensagens. Em alguns momentos essas conversas chegam à superfície da praia, ou a “internet normal”, principalmente quando o assunto envolve transações financeiras, que na maioria das vezes podem ter crimes envolvidos.

 

Escrito por

Jornalista Brasileira. Produtora de conteúdo. pura canceriana. descobrindo maneiras de agradecer, sempre. respirando fundo, de vez em quando. a louca da poesia, dos contos e das letras de músicas. Journalist brazilian w/ italian citizenship - cargocollective.com/giuliasimcsik

RECOMENDADOS PARA VOCÊ:

Não seja traíd(a)o pelos olhos! Fuja disso! Desconfie.

COLUNISTAS

Saiba como se proteger de assédio sexual no carnaval com a Google.

COLUNISTAS

Vida sem tecnologia? É possível, sim

VIVA+

AS 6 PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA | 21 DE DEZEMBRO

BLINK NEWS

WhatsApp chat